PSI20 soma 0,50% apoiado por forte subida da Galp

Lusa

A bolsa de Lisboa encerrou hoje em alta, em contraciclo com as principais praças europeias, com o índice PSI20 a subir 0,50% para 4.671,94 pontos, apoiado por uma forte subida da Galp.

Das 18 cotadas que integram o PSI20, nove ficaram em alta, sete em baixa e duas inalteradas. A Galp liderou as subidas, ao ganhar 4,59% para 10,45 euros, acompanhando o aumento do preço do petróleo registado depois de os países exportadores terem decidido manter os cortes na produção em abril.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e os seus aliados decidiram na quinta-feira manter em abril os atuais cortes na oferta petrolífera, enquanto a Rússia e o Cazaquistão podem aumentar moderadamente a produção.

Nas maiores subidas do PSI20 ficaram ainda a Jerónimo Martins (1,71% para 13,70 euros), a Sonae SGPS (1,04% para 0,68 euros) e a Ramada Investimentos (0,84% para 4,81 euros).



Com ganhos mais moderados ficaram o BCP (0,12 euros), a Novabase (3,55 euros), a NOS (2,73 euros), a Mota-Engil (1,47 euros) e a Navigator (2,81 euros).

Nas descidas, a Pharol recuou 0,83% para 0,12 euros, a EDP baixou 0,78% para 4,47 euros e a Corticeira Amorim cedeu 0,73% para 10,94 euros.

No mesmo sentido descendente, a Ibersol perdeu 0,67% para 5,96 euros e a EDP Renováveis caiu 0,61% para 16,24 euros.

Com desvalorizações mais baixas terminaram a Altri (6,01 euros) e os CTT (2,52 euros).

A Semapa (11,90 euros) e a REN (2,28 euros) permaneceram inalteradas.

No resto da Europa, Frankfurt baixou 0,97%, Paris 0,82%, Madrid 0,80%, Milão 0,55% e Londres 0,31%.