Caso emigrante madeirense: SESARAM expressa “solidariedade” ao médico Miguel Homem Costa

Alberto Pita

O SESARAM emitiu hoje um comunicado reagindo à notícia do JM sobre o caso do empresário madeirense radicado na África do Sul, que morreu um dia antes de ser transportado por um avião-ambulância para Joanesburgo.

“Face à notícia da edição de hoje do JM, referente à prestação de cuidados a utente identificado nessa notícia, o SESARAM manifesta as suas condolências à família enlutada e manifesta solidariedade à equipa médica e de enfermagem visadas, com referência, apreço e reconhecido mérito ao Dr. Miguel Homem Costa”.

Tal como foi comunicado anteriormente, refere o comunicado aludindo às declarações do SESARAM que constam da notícia do JM, “foram cumpridos os procedimentos previstos para todos os doentes, de acordo com o Plano de Contingência em vigor no SESARAM, desde março do ano passado”.

Recorde-se que hoje o JM noticiou o caso cujo desfecho gerou revolta junto da família, que agora acusa o Hospital dos Marmeleiros e o médico responsável pelo paciente de “negligência”, depois de, dias antes da viagem programada, ter sido feita uma transferência do Hospital dos Marmeleiros para o Hospital Dr. Nélio Mendonça, que a família considera ter agravado o estado de saúde do empresário. Na véspera da viagem no avião-ambulância o empresário faleceu.