MADEIRA Meteorologia

Partos de mães residentes na Região com ligeira diminuição em 2023

Data de publicação
19 Junho 2024
12:58

Em 2023, foram realizados 1 733 partos em parturientes residentes na Região Autónoma da Madeira (19 dos quais gemelares), representando uma diminuição de 0,5% face a 2022 (1 742 partos). É deste modo contrariado o aumento verificado em 2022, único ano que registou um aumento desde 2018, embora seja ainda superior ao número de partos de 2021 (1 727 partos).

De acordo com a Direção Regional de Estatística da Madeira, no ano em referência, 77,8% dos partos foram de mães com idade entre os 25 e os 39 anos (1 348 partos), 13,0% de mães entre os 15 e os 24 anos (226) e 9,2% de mulheres com 40 ou mais anos (159). A análise da série existente (com início em 2003) mostra de forma muito evidente nos últimos 21 anos, embora não linear, a redução do número de partos de mulheres jovens e o aumento no de mulheres com 40 ou mais anos. De facto, em 2003, 23,9% dos partos eram de mulheres com 24 anos ou menos e 4,6% era de mulheres com 40 ou mais anos.

De notar que 94,3% das gravidezes, cuja duração era conhecida, duraram entre 37 e 41 semanas e 5,7% corresponderam a uma gestação inferior às 37 semanas. Assinale-se que em 6 partos, a duração da gravidez situou-se entre 22 e 27 semanas.

Os municípios que registaram maior proporção de partos foram o Funchal (39,6%), seguido de Santa Cruz (19,2%), Câmara de Lobos (15,1%) e Ponta do Sol (6,3%).

Os dados agora disponibilizados são parte integrante da Publicação “Estatísticas da Saúde da RAM 2023”, cuja edição completa será divulgada no 1.º trimestre de 2025.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Há condições para o Orçamento da Região ser aprovado esta semana?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas