MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

28/08/2023 03:38

Aliada a essa felicidade, os pais começam a fazer contas à vida, a ver que despesas podem cortar para conseguirem sustentar os estudos dos filhos em Lisboa, ou no Porto, ou numa outra cidade.

No meu caso pessoal, com uma filha a estudar em Lisboa, só para o aluguer de um quarto num apartamento partilhado, são 450 € por mês, fora as despesas de água, luz, gás e internet. Acrescendo as despesas com alimentação, transportes e viagens aéreas, propinas, o valor ascende a mais de um salário mínimo mensal.

É por isso que o PS Madeira tem no seu programa uma forte componente no que diz respeito à educação em todos os níveis de ensino.

Para os 12 anos da escolaridade obrigatória, o PS compromete-se a disponibilizar transportes públicos gratuitos, alimentação nas escolas e manuais escolares também gratuitos, eliminando assim a injustiça dos madeirenses e portossantenses serem os únicos no país que não têm os manuais escolares gratuitos, por opção do Governo do PSD/CDS.

No que diz respeito ao ensino superior, o PS compromete-se a apoiar o alojamento ao estudante deslocado, comparticipando a renda em 50 % até ao limite de 200 €. Um apoio fundamental às famílias, que assim verão o seu orçamento familiar mais aliviado. A Universidade da Madeira também será contemplada no programa do PS, com proposta de investimentos de 3 milhões de euros.

É por isso que o meu voto muda a Madeira, é por isso que voto PS. Voto na esperança de uma região melhor, mais amiga das pessoas, com uma sociedade mais equilibrada, onde todas e todos tenham acesso às mesmas oportunidades, em vez de estarem reservadas apenas a uma pseudoelite, detentora de cartão laranja.

O meu voto muda a Madeira, porque quero pagar menos impostos, temos de baixar o IRS, o IVA e o ISP. O diferencial fiscal tem de ser aplicado também às pessoas.

Temos também de olhar para os nossos pensionistas, principalmente aqueles que auferem pensões muito baixas, para tal, será reforçado o complemento regional para idosos. Os funcionários públicos também não serão esquecidos, o PS garantirá 2% de subsídio de insularidade para todas e todos.

Nos dias de hoje, um jovem casal não consegue comprar ou alugar uma habitação, a especulação imobiliária atingiu níveis nunca antes vistos, por isso é que essa será uma área de forte aposta do Governo PS. Nós não queremos uma pontinha mais comprida, queremos mais habitação a preços que as nossas famílias consigam pagar.

Há poucos dias, um meu familiar teve de ir de S. Jorge para o centro de saúde de Machico, porque o PSD resolveu fechar o serviço de urgência de Santana, uma urgência em que a rapidez do atendimento era fundamental. Felizmente conseguiu ser intervencionado a tempo, mas podia ter corrido muito mal, devido à distância. Desde que Albuquerque é presidente do Governo, as listas de espera simplesmente duplicaram, algumas urgências fecharam. Precisamos de um novo rumo na área da saúde!

É por tudo isto e muito mais que o meu voto muda a Madeira, é por isso que eu voto PS. Precisamos de concentrar os votos na única força política que consegue formar um governo sólido. A dispersão de votos e a abstenção só fará com que os mesmos que governam a Região há mais de 47 anos, continuem a alimentar um governo pesado, sem estratégia e apenas com um princípio de favorecer os mesmos de sempre.

Dia 24 de setembro, o meu voto muda a Madeira.

Duarte Caldeira escreve à segunda-feira, de 4 em 4 semanas

OPINIÃO EM DESTAQUE
Coordenadora do Centro de Estudos de Bioética – Pólo Madeira
11/04/2024 08:00

A finitude da vida é um tema que nos confronta com a essência da nossa existência, levando-nos a refletir sobre o significado e o propósito da nossa passagem...

Ver todos os artigos

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas