MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

Vice-Reitora da Universidade da Madeira

9/07/2024 08:00

A Universidade da Madeira tem dois centros de investigação, financiados pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), três centros partilhados e sete polos de centros FCT. Além disso, possui seis centros de investigação, que não sendo centros FCT, têm muita atividade de investigação.

Com 68 projetos de investigação, cujo valor é de 10, 5 milhões de euros, hoje trago três deles de diferentes áreas, e que têm em comum a preocupação com a sustentabilidade ambiental.

O projeto “APECHE”, do Centro de Investigação em Educação, coordenado pelo Professor Hélder Spínola é um projeto financiado pela FCT, que teve início em março de 2023, e tem como principal objetivo proporcionar uma melhor compreensão da Literacia Ambiental (LA) e da Cultura Ambiental (CA) no ensino superior português, bem como contribuir para a sua melhoria, incidindo a pesquisa na caracterização dos níveis de LA e sua evolução, e nas variáveis que mais influenciam esses resultados, nomeadamente o grau de incorporação da CA, dando orientações para o seu melhor desempenho. Para tal, foi reunida uma equipa multidisciplinar com competência e experiência em Educação e Ambiente, com investigadores distribuídos por oito instituições e ensino superior (IES), de norte a sul de Portugal Continental, da Madeira e dos Açores.

Neste primeiro ano do projeto, os investigadores estiveram envolvidos na caraterização da LA dos alunos do 1º ano das diferentes IES envolvidas no projeto.

O projeto pretende identificar quais os fatores que mais contribuem para a LA dos alunos e pretende propor linhas orientadoras para abordar a LA nos currículos dos cursos do Ensino Superior bem como para os campos universitários.

O projeto “PASPACK 4.0 - Producing Alternative and Sustainable food bio-based PACKaging from Mediterranean agri-food by-products and waste”, do Centro de Química da Madeira, coordenado pelo Professor José Câmara, reúne 14 parceiros de oito países da região Euro-Mediterrânica e tem como principal objetivo fornecer soluções alternativas para dois grandes desafios do mundo contemporâneo, nomeadamente o uso excessivo de plásticos (incluindo os utilizados em embalagens alimentares) e, simultaneamente, contribuir para diminuir a quantidade crescente do desperdício e perda de alimentos.

Os investigadores do projeto pretendem criar dois modelos de embalagens inteligentes para alimentos de origem animal e de origem vegetal que posteriormente serão produzidas pela indústria e para serem utilizadas na indústria alimentar.

O projeto “isUP-AgrO: Unlocking the Potential for Agricultural research on an EU Outmost region: boosting ISOPlexis Centre”, coordenado pela Professora Carla Ragonezi, do Centro de Investigação ISOPlexis, foi recentemente aprovado pela União Europeia, no âmbito do Programa Horizon Europe, tendo em vista a melhoria da atividade de investigação do ISOPlexis - Centro de Agricultura Sustentável e Tecnologia Alimentar, a fim de criar um centro de excelência de investigação para o sector agricultura e do agroalimentar.

Este projeto de investigação visa aplicar competências e capacidades conjuntas da rede e metodologias, recentemente aprendidas para aprofundar a compreensão do papel das interações bióticas e abióticas na produção e qualidade da uva de diferentes castas da Madeira, e “recomendar possíveis medidas” para melhorar os serviços vitivinícolas para a indústria do vinho.

A investigação é a chave para o avanço do conhecimento, permitindo-nos explorar o desconhecido, desafiar o status quo e encontrar soluções inovadoras para os desafios do futuro.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Há condições para o Orçamento da Região ser aprovado esta semana?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas