Já estão a ser tomadas medidas no RG3

Segundo apurou o JM, já estão a ser tomadas medidas que vão ao encontro das reivindicações dos praças que, tal como avançou hoje o JM na sua manchete, recusaram ontem almoçar nas messes, em protesto contra o Comando do Regimento de Guarnição N.º 3. Acusações de “abuso de poder” e imposição de serviços de 24 horas.

Recorde-se que o protesto foi o culminar de uma série de decisões do Comando do RG3, a cargo do coronel de infantaria António da Silva Cardoso.

Em causa está, principalmente, a imposição de serviços de 24 horas no regime ‘dia sim, dia não’, ou seja, sem o descanso de 72 horas determinadas legalmente. Os militares protestam também com a sucessiva prática de enviar praças para ‘tapar buracos’ noutras unidades, porque isso lhes prejudica a vida civil e sobretudo prejudica o próprio RG3. “São várias e sucessivas as faltas de respeito para com a classe de praças”, revelou um dos militares.

Leia mais sobre este tema na página 7 da edição impressa de hoje do seu JM.