MADEIRA Meteorologia

Boas práticas na Laurissilva em conferência para a ação climática

Data de publicação
12 Junho 2024
17:16

O Intituto de Florestas e Conservação da Natureza (IFCN), através do seu vogal do Conselho Diretivo, Paulo Oliveira, marca presença esta semana, na Serra da Estrela, em dois eventos que têm como pano de fundo a gestão dos Geoparques Mundiais da UNESCO em Portugal e a ação climática.

Nos últimos anos, os Geoparques portugueses, em parceria com a Comissão Nacional da UNESCO e o Turismo de Portugal, promoveram o projeto “Biénio para a Ação Climática”, procurando novas abordagens, estratégias e ferramentas de adaptação e mitigação destes territórios às alterações climáticas, tornando os Geoparks mais resilientes.

Durante o dia de hoje, o Estrela Geopark Mundial da UNESCO organiza uma conferência, que voltará a debater e refletir sobre esta temática. A participação do gestor do Bem Laurissilva (IFCN) junto da UNESCO, enquadra-se numa perspetiva de alargar esta abordagem às outras redes UNESCO, nomeadamente os Patrimónios Mundiais e as Reservas da Biosfera.

No evento participa ainda o madeirense Domingos Abreu, que ocupa um cargo de elevado perfil junto da UNESCO, assim como a conhecida investigadora Helena Freitas da Universidade de Coimbra, que já esteve na Madeira em 2022 a convite do Governo Regional.

Amanhã reúne-se o comité de gestão da Rede de Geoparks Mundiais da Unesco, do qual Paulo Oliveira é o representante da Rede de Gestores de Património Mundial de Portugal.

No ano em que se assinalam os 25 anos da inscrição da Floresta Laurissilva enquanto Património Mundial, estas participações e o constante envolvimento do IFCN nas atividades da UNESCO é visto como um sinal de confiança pelo trabalho desenvolvido pela Região na gestão dos seus sítios UNESCO, neste caso do sítio Património Mundial, Floresta Laurissilva.

Um Geoparque Mundial da UNESCO é uma área única e unificada onde locais e paisagens de importância geológica internacional são geridos numa conceção holística de proteção, educação e desenvolvimento sustentável. Em Portugal existem só 6 geoparques, o que demonstra a exigência associada à obtenção desta classificação.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem vai ganhar o Europeu?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas