MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

Nutricionista

1/08/2022 08:00

Acontece que alguém faz uma pergunta e, muitos de nós, temos a tendência de fazer observações sem conhecimento profundo e sem certeza, só para não ficarmos atrás ou não demonstrar que não sabemos. E, na discussão de algum assunto, ainda batemos o pé para que a nossa opinião seja a vencedora ou unânime. Nas discussões e conversas, infelizmente, ainda é muito assim: uma batalha de poderes e forças para decidir quem ganha ou quem perde!

O conhecimento não ocupa lugar e devemos manter-nos informamos, ler, atualizarmo-nos e termos cultura! Sim, é muito importante a sabedoria! Mas também é importante a humildade e o respeito de ouvir as opiniões dos outros e dizer: "Sim esta opinião é válida! Respeito-a!", como também é importante comentar: "Boa ideia, não tinha pensado dessa forma!", como, igualmente, é essencial afirmar que não se sabe e validar o conhecimento dos outros: "Eu não sabia! Obrigada pela informação, aprendi algo hoje!".

Mas, passando à realidade dos nossos dias, a verdade é que estamos rodeados de sabichões! Aqueles que sabem sempre tudo e são prepotentes na sua opinião! Os que vão procurar conhecimento e ajuda, mas parece que não querem ser ajudados. Os que perguntam opiniões e todas as respostas que lhes são dadas são incorretas. Muito bem, se pedimos a opinião a um amigo ou se vamos a um médico, a um advogado ou a arquiteto e pedimos ajuda, porque temos de ripostar a cada solução?

E trago à baila, este assunto, porque com o assunto da nutrição tem muitos sabichões! O sabichão da internet e da pesquisa, o sabichão que segue o "Dr. Miracle", o sabichão da musculação e o sabichão que já foi a todos os nutricionistas e sabe tudo sobre o tema! Marcam uma consulta de nutrição porque querem ajuda e falam dos seus objetivos, mas depois querem dar todas as respostas e praticamente fazer o seu próprio plano alimentar, porque tudo o que o nutricionista diz nunca está certo:

N - "Coma só 3 peças de fruta/dia!", S - "Não me diga que a fruta engorda" N - "Adicione 100g de arroz à refeição", S - "Não vou comer, que engorda, não acredito que não sabe que isso é açúcar!".
N - "Não se esqueça de comer proteína!", S - "Proteína intoxica! Eu sigo o Dr. Miracle no Youtube e ele é que sabe!".

Enfim, mas este é apenas um de muitos exemplos! Se pensam que sabem tudo e não têm a capacidade de ouvir novas opiniões, então para que procuram ajuda ou sequer entram num grupo de discussão?

O assunto do conhecimento, tem mesmo muito que se lhe diga! Não precisamos ser sabichões em todos os sentidos! Podemos ser especialistas numa matéria, mas em outras, sermos completamente ignorantes e está tudo bem!

O ser humano parece ter sempre a necessidade de empoderamento - ser o melhor de todos, o mais atlético, o mais bonito, o que tem melhor qualificação no trabalho, o melhor pai ou mãe, o melhor aluno, o mais inteligente, o mais rico! Estes rankings são aqueles que realmente não entendo! Devíamos ter, sim, o top10 dos mais empáticos e mais humildes, dos que mais ajudam, dos mais respeitadores, dos que menos julgam… e por aí fora! É bom ser um pouco sabichão, mas ser daqueles que também sabem ouvir e aprender sem julgamento.

É bom ter a capacidade de dizer: "Isso eu não sabia!" e a humildade para reconhecer que não sabemos tudo!

Sejam sabichões, mas tenham a humildade de ouvir o que o outro tem a dizer! Aprendemos uns com os outros, certo?

OPINIÃO EM DESTAQUE
Coordenadora do Centro de Estudos de Bioética – Pólo Madeira
11/04/2024 08:00

A finitude da vida é um tema que nos confronta com a essência da nossa existência, levando-nos a refletir sobre o significado e o propósito da nossa passagem...

Ver todos os artigos

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas