MADEIRA Meteorologia

PJ detém indivíduo por discriminação e incitamento ao ódio racial

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
25 Maio 2022
17:13

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional Contraterrorismo (UNCT), procedeu na passada terça-feira ao cumprimento de um Mandado de Busca domiciliária e de um Mandado de Detenção fora de flagrante delito, no âmbito de um inquérito titulado pelo DIAP de Lisboa, relativamente a um dos presumíveis autores da invasão online de um debate organizado pela Associação de Estudantes da Escola Secundária de Camões, no dia 18 de fevereiro de 2021, denominado "A Influência da escravatura e o racismo institucional".

O detido tem 17 anos de idade e está indiciado pela prática de crimes de discriminação e de incitamento ao ódio e à violência.

O arguido partilhou o link da reunião em diversos canais e redes sociais, com o objetivo de, em articulação com outros utilizadores, perturbarem o referido debate, que se estava a realizar através da plataforma Zoom com participantes maioritariamente de raça negra.

Após o incitamento, diversos indivíduos entraram da reunião online e publicaram fotos e gifts com conteúdos racistas e nazis, incluindo cruzes suásticas, ao mesmo tempo que imitavam sons de macacos e proferiam expressões como "Nigger", "Nigger go home", "Go back to Africa".

O detido partilha em diversas plataformas digitais propaganda Neonazi. Assume-se como defensor da "supremacia branca" e dos Movimentos internacionais, tal como o National Partisan Movement, através da propaganda que difunde.

O suspeito, presumível autor destes crimes, será presente às autoridades judiciárias competentes, tendo em vista a aplicação das medidas de coação.

Daniel Faria

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem acha que vai governar a Região após as eleições de 26 de maio?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas