MADEIRA Meteorologia

Euro2024: Diogo Costa quer torneio sem invasões e mais “seguro e rico”

Data de publicação
24 Junho 2024
16:48

O guarda-redes Diogo Costa pediu hoje um futebol “mais seguro e rico” no Euro2024, referindo-se aos episódios que têm sucedido, no torneio a decorrer na Alemanha, de invasões de adeptos no relvado à procura de Cristiano Ronaldo.

“Acredito que para os adeptos é algo que ambicionam muito fazer, mas é uma situação sempre chata para nós e para a equipa adversária. Preocupa-nos e penso que até já fizemos um comunicado. Queremos que o futebol seja mais seguro e rico”, afirmou Diogo Costa em conferência de imprensa, em Marienfeld, minutos antes de mais um treino de Portugal.

Já no sábado, após o triunfo de Portugal sobre a Turquia (3-0), em Dortmund, o selecionador Roberto Martínez mostrou-se preocupado com as invasões de campo por parte de adeptos à procura de Ronaldo e lembrou que um dia as “intenções podem ser erradas”.

“É uma preocupação. As intenções dos adeptos hoje foram boas. Mas, um dia, as intenções podem ser erradas. Não pode acontecer num campo de futebol, ainda mais quando existe muita segurança. Os adeptos têm de perceber que essa não é a maneira certa e não ganham nada com isso”, afirmou Roberto Martinez.

Nessa partida, no Signal Iduna Park, seis adeptos, um de cada vez, ‘furaram’ a segurança e invadiram o relvado, chegando perto de Cristiano Ronaldo, situação que levou sempre à interrupção da partida.

Já no primeiro jogo, com a República Checa (2-1), em Leipzig, tal tinha acontecido, assim como no treino aberto que Portugal realizou em Gutersloh, logo no segundo dia da comitiva lusa em solo germânico.

Um dia após os acontecimentos de Dortmund, a UEFA anunciou o reforço das medidas de segurança para evitar a invasões de campo.

“Vão ser implementadas medidas de segurança adicionais nos estádios para melhor atender às exigências do torneio e prevenir tais incidentes”, revelou a UEFA, sem especificar o seu conteúdo na prevenção contra os ‘intrusos’, que serão alvo de processos criminais.

A UEFA recordou que “qualquer incursão no campo constitui uma violação das regras do estádio e resultará na expulsão do mesmo, na proibição de assistir aos restantes jogos do torneio e na apresentação de uma queixa criminal formal por invasão”.

O Geórgia-Portugal, da terceira e última jornada do Grupo F está agendado para quarta-feira, às 21:00 (20:00 horas de Lisboa), na Veltins Arena, em Gelsenkirchen, e terá arbitragem do suíço Sandro Scharer.

A seleção portuguesa já tem o apuramento garantido para os oitavos de final, assim como o primeiro lugar do agrupamento.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Há condições para o Orçamento da Região ser aprovado esta semana?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas