Festival Bom Para a Madeira pretende ser momento aglutinador

Iolanda Chaves

Festival Bom Para a Madeira na Praça do Povo, dia 4, na Praça do Povo, pretende ser um momento aglutinador, segundo José Carlos Salvado, diretor de operações, contando com o prolongamento do Arraial das Casas do Povo.

Evento organizado pelo Continente realiza-se na Praça do Povo, local que na opinião da entidade promotora permite juntar mais pessoas do que o Parque de Santa Catarina que tem capacidade para 7 mil pessoas.
Tony Carreira é o cabeça de cartaz, mas no alinhamento constam também os madeirenses 4Litro e Triova.
Haverá showcooking com Octávio Freitas, Maurício Faria, Júlio Pereira, a nutricionista Márcia Freitas e o chefe Chakall.

Octávio Freitas, com 25 anos de carreira, fora o tempo em que esteve fora da ilha em formação, diz que vai fazer o peixe da Revolta do Atum. Desmontagem do atum, um de 20 a 30 quilos. Vai cozinhar de toda a forma e feito. Será algo muito tradicional. Está muito entusiasmado.
Chef Júlio Pereira sente-se duplamente privilegiado, como empresário e chef. Evento de "tirar o chapéu, que vai ficar para a história. Vamos nos ajudar a fazer este evento inesquecível".
Nutricionista Márcia agradece convite. Introduzirá tema específico, como controlar o doce. Vai fazer alguns doces para as pessoas fazerem em casa sem prejudicarem a saúde e as questões do peso.
Sobre os parceiros do Continente falou Ivone Silva, diretora comercial e de stocks. Difícil escolher os 13 magníficos produtores que estarão presentes em representação dos 80 produtores que trabalham com a empresa.