MADEIRA Meteorologia

Ricardo Vieira diz que não pode haver políticos sob suspeita

Data de publicação
13 Abril 2024
18:11

O congressista Ricardo Vieira, histórico do CDS-PP, começou por falar do novo ciclo a que se assiste, evidenciando três espaços.

O primeiro deles é o da Autonomia, tendo o advogado pedido um novo ciclo na Autonomia, criticando que se falou muito nas ‘guerras’ no continente e pouco se falou em nós, numa alusão à Madeira.

Considerando “a economia pujante” que a Madeira hoje possui, declarou que é preciso ter políticas específicas para a juventude. “Preocupa-me muito que os jovens ganhem pouco”, elaborou Ricardo Vieira, que ainda sublinhou um fosso mais evidente entre os pobres e os ricos.

“O CDS, fiel aos seus princípios democratas cristãos, não pode esquecer aqueles que são marginalizados”, expôs.

Ricardo Vieira elencou ademais a vertente da transparência, dizendo que não pode haver políticos sob suspeita.

“Eu conheço a presunção de inocência, mas não basta ser, é preciso parecer”. Assim, vincou a necessidade de relações claras entre a economia e a política.

“O novo ciclo passa também por isso e pela renovação de pessoas”, aclarou a mesma voz.

José Manuel Rodrigues é a pessoa “ideal”

Defendeu que é tempo de dar oportunidade aos mais jovens e lembrou que o CDS-PP deverá mesmo ser o único que consegue congregar todos os partidos à mesa, de maneira “a reivindicar, junto de Lisboa, aquilo a que temos direito”. Essa capacidade de diálogo foi complementada, depois, pelo elogio a José Manuel Rodrigues sobre que disse ser a “pessoa ideal”.



OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem vai ganhar a Taça de Portugal?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas