MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

Nutricionista

26/09/2022 08:00

O Dia Mundial do Coração informa às pessoas em todo o mundo que as DCV, incluindo doenças cardíacas e derrames, são a principal causa de morte do mundo, ceifando 18,6 milhões de vidas por ano.

E ponha a mão no ar quem não conhece alguém com um problema cardíaco!

Em 2022 o Lema para assinalar este dia é: "USE HEART FOR EVERY HEART" - "Usar o coração para todos os corações". À primeira vista parece uma visão um pouco romântica do tema, mas não! Faz todo o sentido!

O objetivo desta campanha é que a mesma tenha impacto no maior número de corações possível.

Aqui deixo o trecho apresentado a propósito, pela WHF agora em 2022: "Usar o Coração significa pensar diferente. Tomar as decisões certas. Agir com coragem. Ajudar os outros. Envolver-se com esta causa importante. O coração é o único órgão que você pode ouvir e sentir. É o primeiro e último sinal de vida. É uma das poucas coisas com potencial para unir todos nós como pessoas."

Esta campanha assenta em três pilares fundamentais:

O primeiro deles é usar o coração para a humanidade. Temos de pensar nem todos têm o mesmo acesso à informação ou income para que possam mudar hábitos para mais saudáveis. É nosso dever apoiar, educar e disseminar boas práticas.

Numa perspetiva de nutrição, não esqueço aqui as redes sociais, onde as receitas publicadas, por vezes, não são acessíveis e opção todos. Por exemplo: "Se não usas pitaya e batidos vegan não sabes te nutrir" - nem toda a gente tem as mesmas possibilidades de adquirir alimentos caros para fazer os batidos das redes sociais e está tudo bem. Pois não são apenas esses ingredientes que nos dão saúde. É preciso informar com clareza e dar opções acessíveis e a gosto de todos!

O segundo, é usar o coração para a natureza. A poluição é responsável por 25% das mortes por DCV. Temos todos a responsabilidade de tentar mudar o mundo. Não vamos esperar pelo vizinho do lado! A pressão do planeta está a aumentar e o nosso maior coração está, sem dúvida, doente. Sem ele nenhum estará aqui para contar a nossa história! Vá, deixem o saco de plástico em casa!

O terceiro, é usar bem o nosso coração para nós e em nós próprios. Cada vez mais, estamos sujeitos a stress e pressão, no nosso dia a dia. Não é à toa que vemos cada vez mais jovens com ansiedade e com paragens cardíacas.

A pressão da sociedade, no mundo do trabalho, é fulminante. Se não estudas ou trabalhas não és ninguém e se estudas e trabalhas muito não vives a vida. A exigência é cada vez maior e, muitas vezes, nem são respeitados os direitos do trabalhador - se não trabalhas fora de horas ou horas extras ou se não mostras trabalho nas folgas ou baixas és despedido ou não te renovam o contrato. É muita pressão!

Depois há a pressão da imagem corporal! Senão tens 50/60 Kg não és saudável e se não usas roupas da moda não és apresentável. Se não estás sempre bem é que és infeliz. Se não vais a um convívio não és bom amigo. E por aí fora….

É muita pressão! E depois admiram-se … no dia seguinte um AVC ali e um enfarte acolá. E não se esqueçam que também bate à nossa porta.

Libertem-se da panela de pressão!

Não olhem só ao peso, mas sim à vossa saúde! Mudem hábitos para mais saudáveis mesmo que seja aos poucos! Pouco, mas mudem!

Cuidem-se e cuidem do planeta!

Ajudem os outros, mas não carreguem os seus fardos!

Imponham-se nos vossos direitos no trabalho!

Façam algo que gostem como hobbie!

E claro, arranjem tempo para estar com os filhos e a família! A vida é um sopro!

OPINIÃO EM DESTAQUE
Coordenadora do Centro de Estudos de Bioética – Pólo Madeira
11/04/2024 08:00

A finitude da vida é um tema que nos confronta com a essência da nossa existência, levando-nos a refletir sobre o significado e o propósito da nossa passagem...

Ver todos os artigos

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas