MADEIRA Meteorologia

Europeias: Candidato do PAN apela à mobilização e saúda facilidade de votar em qualquer local

Data de publicação
09 Junho 2024
11:04

O cabeça de lista do PAN às eleições europeias votou hoje em Oeiras e apelou à mobilização dos portugueses para este ato eleitoral, salientando o facto de o poderem fazer em qualquer ponto do país.

“Esperemos que hoje os portugueses se mobilizem para ir votar, nestas eleições tão importantes. Grande parte do que é decidido em Portugal começa a ser decidido na Europa, por isso, é importante mobilizarem-se”, afirmou Pedro Fidalgo Marques aos jornalistas, após votar na Escola Básica Conde Ferreira, em Oeiras.

O ‘número um’ da lista do PAN salientou a facilidade com que foi possível exercer o direito de voto, pela primeira vez com listas desmaterializadas: “o processo foi extremamente fluído na mesa onde estive”.

“Foi extremamente rápido, se calhar até foi mais rápido do que o processo normal com os cadernos, em que tínhamos 50 páginas para procurar, mesmo até com o exemplo do voto em mobilidade. Com a Mónica [Freitas, deputada regional madeirense do PAN], também foi extremamente rápido, apesar de ela estar recenseada na Região Autónoma da Madeira”, disse, acompanhado pela parlamentar da Madeira, que também votou em Oeiras.

Felicitando “toda a organização, por parte das autarquias, do Ministério da Administração Interna”, Pedro Fidalgo Marques insistiu que “todos os votos contam” e que hoje os eleitores têm a vantagem de poder “votar em qualquer sítio”.

O candidato do PAN chegou pelas 09:47 e esperou escassos momentos para poder votar, numa escola básica praticamente deserta.

Pedro Fidalgo Marques acredita, contudo, que a abstenção será menor do que em eleições europeias passadas, considerando que “houve uma maior campanha, mais informação em termos do que é a importância da Europa e as matérias da Europa”.

“Por isso, estamos confiantes que a abstenção irá reduzir e que teremos muito mais pessoas a votar este ano”, declarou.

O cabeça de lista do PAN vai aproveitar o resto do dia para “almoçar com família e amigos” e “relaxar um pouco à tarde, para estar preparado para a noite eleitoral”.

Mais de 10,8 milhões de eleitores recenseados no território nacional e no estrangeiro são hoje chamados às urnas para escolher 21 dos 720 eurodeputados do Parlamento Europeu.

Pela primeira vez, é possível votar sem ser na mesa de voto habitual, bastando apresentar um documento de identificação oficial com fotografia atualizada junto de qualquer assembleia de voto.

A estas eleições, para as quais se inscreveram para votar antecipadamente no passado domingo mais de 252.000 eleitores, concorrem em Portugal 17 partidos e coligações.

Em 2019, nas anteriores eleições europeias, Portugal registou a pior taxa de abstenção (68,6%) desde que pertence à União Europeia, em contraciclo com a participação na Europa - cerca de 50%.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem vai ganhar o Europeu?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas