MADEIRA Meteorologia

Japão quer 30% de mulheres em cargos executivos em grandes empresas até 2030

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
27 Abril 2023
10:11

O primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, pediu hoje ao seu Governo que implemente um plano de trabalho para aumentar em pelo menos 30% a presença de mulheres em cargos executivos de grandes empresas até 2030.

"Queremos que a proporção de mulheres entre os executivos seja de 30% ou mais até 2030 nas principais empresas cotadas na bolsa de valores de Tóquio", disse Fumio Kishida durante uma reunião sobre igualdade de género.

De acordo com um estudo realizado por uma entidade governamental, as mulheres representavam 11,4% dos executivos das principais empresas cotadas na bolsa japonesa em 2022.

"Garantir a diversidade estimulará a inovação e a economia", argumentou Kishida.

O Japão apresenta uma forte desigualdade de género, especialmente na política e em cargos de liderança corporativa. A diferença salarial entre homens e mulheres também é muito significativa.

As mulheres japonesas têm acesso a níveis de educação muito altos e estão bem representadas na população ativa, mas o país ainda está mal classificado no Relatório Global de Diferença de Género do Fórum Económico Mundial. Em 2022, o Japão ficou em 116.º lugar entre 146 países.

lUSA

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com o investimento de 14 milhões de euros num navio de investigação?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas