Real Madrid vence clássico e afunda o Barcelona

Redação/LUSA

O Real Madrid foi hoje a Camp Nou vencer o ‘el clássico’ da Liga espanhola, diante do Barcelona, por 2-1, num jogo em que a equipa catalã voltou a mostrar poucos argumentos.

Órfão de Lionel Messi e em processo de renovação, o Barcelona não teve capacidade para contrariar o Real Madrid, que mesmo sem fazer uma exibição brilhante, teve ‘serviços mínimos’ para vencer o ‘velho’ rival. O primeiro golo surgiu ainda na primeira parte, com o central austríaco David Alaba a partir numa transição rápida, numa perda de bola de Depay junto à área do Real, para bater Ter Stegen, com um remate forte desde o lado esquerdo, aos 32 minutos.

O defesa, que reforçou esta época o Real Madrid, roubou a bola a Depay, saiu em progressão, serviu Vinicius, que virou para o lado contrário para Rodrygo, e este devolveu a Alaba, que rematou sem hipóteses para o guarda-redes alemão.

O golo até aconteceu após uma oportunidade incrível para o ‘Barça’, uns minutos antes, aos 24 minutos, com Dest sozinho junto à marca de penálti a atirar para as ‘nuvens’, com a bola a passar acima da barra de Thibaut Courtois. O Real soube tirar proveito da vantagem, frente a um Barcelona com maior iniciativa, mas ineficaz.

O marcador só voltou a mexer já nos descontos, e uma vez mais numa transição rápida quando era o Barcelona que atacava: Piqué tinha subido á área contrária, o Barcelona perdeu a bola, o central ficou a queixar-se de alegada falta, e o Real fugiu para o 2-0, numa recarga de Lucas Vasquez a um primeiro remate de Asensio, aos 90+3.

Para o FC Barcelona o golo de ‘honra’ foi apontado por Kun Aguero, com o argentino a fazer o seu primeiro tento com a camisola ‘blaugrana’ aos 90+7, quando já não havia tempo para mais. O resultado deixa o Real Madrid na liderança da Liga espanhola, com 20 pontos, os mesmos de Sevilha, que hoje venceu em casa o Levante por 5-3, e de Real Sociedad, que mais logo visita o Atlético de Madrid e passará a ter um jogo a mais.