Português na África do Sul morre após golpes de martelo

José Luís da Silva – Correspondente em Joanesburgo ( África do Sul )

Agressores golpearam até à morte um homem de 69 anos, natural de Lamego, com um martelo, na África do Sul.

Segundo apurou o JM, tudo aconteceu durante uma invasão domiciliária ocorrida no passado domingo em Glen Erasnia Estate, Glen Marais, Kempton Park, um complexo residencial de alta segurança.

A esposa da vitima de 65 anos, lusodescendente, foi também agredida brutalmente e encontra-se internada numa UCI no Union Hospital, Alberton, Ekurhuleni. De acordo com o filho do casal, o seu estado de saúde inspira cuidados.

Note-se que cerca de 58 pessoas são assassinadas na África do Sul diariamente. Entre junho e setembro do corrente ano, 6.163 pessoas foram assassinadas no país, ou seja, mais 1.056 comparativamente ao período homólogo do ano passado. Este foi o sexto nacional português assassinado na África do Sul durante 2021.