Parque Ecológico do Funchal tem novo percurso entre a Ribeira das Cales e a Levada do Barreiro

A Câmara Municipal do Funchal continua a investir no Parque Ecológico do Funchal, que agora conta com um novo percurso pedonal entre a Ribeira das Cales e a Levada do Barreiro, com 2,2 km de extensão.

O Presidente Miguel Silva Gouveia, acompanhado pela Vice-Presidente Idalina Perestrelo, que tutela o Ambiente, percorreu o novo trilho e explicou que “este novo percurso permite interligar o centro de receção do parque, situado na Ribeira das Cales, e a Levada do Barreiro, proporcionando a todos os visitantes um percurso pedonal de 10 quilómetros circular, com passagens, por exemplo, pelo emblemático Poço da Neve, e regresso ao mesmo local.”

“Queremos dar a conhecer aos funchalenses, a todos os madeirenses, e àqueles que nos vistam, todo o potencial de fauna e flora que o Parque Ecológico tem para oferecer, tornando este espaço numa área de lazer agradável e segura”, acrescentou.

A Autarquia tem melhorado todos os percursos recomendados com ações de limpeza periódicas e diversas intervenções ao nível do pavimento, sinalética atualizada, percursos sinalizados, reparação de varandins, entre outros.

Recorde-se que, no inicio deste ano a autarquia investiu cerca de 100 mil euros na limpeza periódica de caminhos pedestres “estamos a limpar cerca de 41 quilómetros de caminhos com serviços de desmatação, desobstrução e manutenção, que esperamos concluir a tempo do verão, mas que já tem dado bons frutos, especialmente com as passagens hidráulicas que foram essenciais para evitar alguns aluimentos de terras no temporal que se abateu sobre a cidade no passado mês de março.”

O Presidente conclui que “todos os percursos pedonais recomendados estão disponíveis e em condições de serem transitados livremente pelas pessoas, sempre com respeito pela natureza e pelo trabalho que tem sido feito no Parque Ecológico do Funchal. Estão reunidas todas as condições para que os funchalenses, e os demais residentes e interessados, desfrutem da natureza neste imenso pulmão verde da cidade do Funchal.”