MADEIRA Meteorologia

Pobreza é um dos principais desafios dos psicólogos na atualidade

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
15 Fevereiro 2023
16:04

A Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) quer contribuir para colocar um ‘ponto final’ à pobreza, que se apresenta como um dos principais desafios da profissão na atualidade, essencialmente no que toca à Madeira, que é a região portuguesa com maior risco de pobreza.

"Os principais desafios são, de facto, as questões relativas à pobreza e exclusão associada à mesma, sendo também importantes os assuntos referentes ao emprego", reconheceu ao JM Tiago Pereira, membro da Direção Nacional da OPP e também coordenador da campanha ‘.Final à Pobreza’, a qual foi apresentada, esta tarde, na Delegação Regional da Madeira da Ordem.

"É uma iniciativa que visa objetivamente tentar definir aquela que será uma estratégia de maior contributo da nossa ciência e prática enquanto psicólogos para contribuir para um ponto final à pobreza", referiu o responsável, o qual afirmou que a campanha contempla quatro eixos, encontrando-se, neste momento, na fase de recolha de contributos junto de instituições e profissionais da área.

"O primeiro eixo consistirá num olhar para dentro da profissão, ou seja, através de recursos, formação e tudo aquilo que possa ser identificado como necessidades que a própria profissão tem para dar um contributo nesta área; o segundo eixo centrar-se-á na questão da sociedade civil e na literacia sobre quais são os impactos da pobreza; a terceira área procurará trabalhar com os decisores políticos sobre aquilo que a ciência tem demonstrado como mais eficaz no combate à pobreza; e na última fase será para tratar as questões da cooperação nacional e internacional nesta área com outras áreas cientificas", elucidou.

Constituição de grupo de trabalho

Finda esta primeira fase, o próximo passo será, já a partir do segundo trimestre deste ano,a criação de um grupo de trabalho que irá definir uma estratégia, mediante os contributos recolhidos, que será posteriormente colocada em consulta pública.

"Esta estratégia definirá o conjunto de ações que a OPP se vai comprometer a desenvolver nesta área, algumas ainda em 2023, mais para o final do ano, e durante o ano de 2024", apontou.

Tiago Pereira releva a necessidade de olharmos para as questões da pobreza "com especificidade que ela merece do ponto de vista daquilo que são determinados contextos e determinadas populações" com medidas de âmbito mais local.

Note-se que a Direção Nacional da OPP está de visita à Região durante dois dias para participar na iniciativa ‘Trilhos da Psicologia’, uma iniciativa desta Ordem que consiste num conjunto de visitas a instituições regionais, com o objetivo de conhecer melhor a realidade da intervenção psicológica de uma determinada região, promover e divulgar boas práticas e auxiliar na construção de redes de contacto locais, de forma a beneficiar os cidadãos da zona.

No âmbito desta visita amanhã, dia 16, a Direção Nacional da OPP e a Direção da DRM vão visitar algumas instituições onde trabalham psicólogos. Está agendada às 9h30 uma visita ao CTA - Centro de Tratamento de Adições (Hospital dos Marmeleiros) e às 11h uma visita ao Serviço de Psicologia da UMa (Campus da Penteada). Depois do almoço de trabalho, realiza-se, às 14h30, uma visita à UCAD - Unidade Operacional de Prevenção de Comportamentos Aditivos e Dependências da Direção Regional de Saúde. Os Trilhos da Psicologia terminam às 16h, com uma audiência do bastonário Francisco Miranda Rodrigues com o Presidente da Câmara Municipal do Funchal.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Há condições para o Orçamento da Região ser aprovado esta semana?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas