MADEIRA Meteorologia

JSD quer acabar com barreiras para o regresso dos madeirenses a Portugal

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
04 Fevereiro 2023
17:02

Na abertura dos trabalhos do I Conselho Regional da JSD/Madeira, mandato 2022-2024, que decorre esta tarde em Santana, Bruno Melim referiu aquele que foi o balanço da atividade da JSD/Madeira nos últimos meses.

Na ocasião, Melim começou por referir a importância de uma "estrutura ativa, participativa e empenhada em dar voz aos problemas dos jovens madeirenses", tendo exemplificado a sua atuação através das sucessivas propostas discutidas ao longo dos últimos meses, nomeadamente o chumbo " por parte da maioria socialista" de propostas como o Estudante-Atleta Insular, a majoração do financiamento da Universidade da Madeira e, mais recentemente, a proposta apresentada e aprovada em sede de Assembleia Legislativa Regional, entretanto enviada para a Assembleia da República, referente à criação do Estatuto do Estudante Deslocado Insular. No enquadramento da situação política, Bruno Melim agradeceu o empenho de toda a estrutura da JSD/Madeira na "mais recente contenda entre Madeira e Lisboa", a redução de 40% do número total de vagas dos Estudantes Madeirenses no concurso geral de acesso ao Ensino Superior. "Foi graças à ação de cada um de vós, junto da vossa Comunidade, junto dos vossos amigos, escolas e Universidades que forçámos a maioria socialista, 12 dias após o seu anúncio, a rever a sua posição de ataque aos sonhos e ambições dos estudantes da Madeira", palavras do líder da JSD/Madeira que destacou a "extrema importância" do envolvimento de Miguel Albuquerque para a resolução do problema.

Na sua intervenção, o jovem dirigente e deputado referiu ainda que a JSD/Madeira continuará a desenvolver a sua estratégia assente em três eixos essenciais: reforço da política de comunicação, já empreendida desde outubro, criando novos espaços de intervenção para que os jovens para participar nas construções do quotidiano; aumento das ações de proximidade com a Juventude através das estruturas de concelhia e autónomas e uma maior Intervenção Política, nos centros de decisão, a favor dos interesses da Juventude da Madeira em áreas como a Educação, Desporto, Social, e as condições de vida relacionadas com a tributação do rendimento do emprego. Bruno Melim aproveitou a oportunidade para anunciar o envolvimento da JSD/Madeira numa proposta à AR, que será apresentada por Dinis Ramos e articulada com o Núcleo de Emigrantes do PSD/Madeira, liderado por Carlos Fernandes, no sentido de alterar o programa regressar por forma a salvaguardar os direitos dos madeirenses que querem regressar a sua Região. "Não podemos continuar a viver num país em que 30% dos jovens querem emigrar, onde alguns vociferam a desertificação do interior e das Regiões Autónomas, mas onde são poder não têm qualquer diligência para receber aqueles que à procura de uma vida melhor, ou de outras experiências pessoais e profissionais, queiram regressar, mas que se vêm impedidos de o fazer nas mesmas condições do que qualquer do que portugueses oriundos de outros territórios nacionais.", afirmou Bruno Melim para quem este é mais um exemplo da "desonestidade intelectual" da ação política do PS que governa o País.

Para o líder da JSD/Madeira, o grande objetivo para 2023 passa "vencer as eleições regionais demonstrando que a Juventude não é só futuro, é sobretudo o presente e pode sê-lo com maior presença em 2023". Por fim, Bruno Melim pediu à JSD/Madeira responsabilidade, uma vez que todo o caminho traçado permitiu "com humildade, recuperar um caminho de liderança, referência, mobilização e participação dos temas da Juventude nos centros de decisão, circunstância que todos devem honrar e corresponder"

Os trabalhos do órgão máximo entre congressos da JSD/Madeira, decorrem esta tarde onde, além das fiscalização política à direção liderada por Bruno Melim, serão ainda apreciados o relatório de contas de 2022, serão discutidos, apreciados e votados as alterações aos regulamentos que estabelecem a orgânica e funcionamento das estruturas autónomas da JSD, bem como as respetivas tomadas de posse dessas estruturas e, ainda, nomeados os 15 representantes da estrutura de juventude no Conselho Regional do PSD/Madeira.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem acha que vai governar a Região após as eleições de 26 de maio?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas