MADEIRA Meteorologia

CDU denuncia “carrossel de instabilidade”

Data de publicação
10 Dezembro 2023
13:16

A CDU promoveu, esta manhã, uma iniciativa política em Câmara de Lobos e Ribeira Brava com o propósito de defender uma “nova política que garanta estabilidade laboral, habitacional, económica e social” aos trabalhadores da Região.

Junto ao Mercado da Ribeira Brava, após o contacto com centenas de populares, o dirigente do PCP, Ricardo Lume referiu que “ouvimos diariamente os governantes sejam eles nacionais ou regionais, a afirmar que é necessário estabilidade governativa, que é necessário estabilidade e previsibilidade para a fixação e crescimento das empresas, mas não falam de garantir a estabilidade e previsibilidade para quem vive e trabalha na Região”.

Na ocasião, Ricardo Lume denunciou que “o dia à dia dos madeirenses e porto-santenses é cada vez mais um carrossel de instabilidade”, seja a nível laboral com mais de 23 mil trabalhadores com contrato a termo, seja a nível económico com “os constantes aumentos dos preços, dos bens essenciais e dos fatores energéticos, seja a nível habitacional com os aumentos da especulação imobiliária, com o aumento do valor dos juros, do crédito à habitação ou das rendas de casa”.

“Quando não há estabilidade e previsibilidade, para quem vive e trabalha na nossa Região, seja a nível laboral, habitacional, económico e social, aí os governantes já dizem que é o mercado a funcionar”, referiu.

A este respeito, elencou uma séria de questões: “como pode haver estabilidade, quando uma família que vive numa casa arrendada pode ficar sem habitação porque o senhorio quer transformar a habitação num alojamento local?; como pode existir estabilidade e previsibilidade quando em apenas um ano o valor do crédito à habitação aumentou mais de 250€ para uma família que está a pagar um T2?; como pode existir estabilidade e previsibilidade quando não há certeza se o contrato de trabalho vai ser renovado apesar de todos os dias dizerem que faltam trabalhadores, mas que não é garantido o vínculo laboral efetivo a quem está a desempenhar funções que correspondem a necessidades de trabalho permanentes?”

Em jeito de conclusão Ricardo Lume afirmou que “é hora de mudar de política” e que os madeirenses e porto-santenses “não estão condenados ao modelo de desenvolvimento que não garante estabilidade a quem vive e trabalha” na Região.

OPINIÃO EM DESTAQUE
Gestor do Europe Direct Madeira
29/02/2024 08:00

O mês que agora termina fica indubitavelmente marcado pelos debates televisivos em catadupa, embora a música não tenha fugido muito ao que era esperado:...

Ver todos os artigos

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

O que se segue à demissão de Miguel Albuquerque?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas