MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

Professor

3/07/2022 08:00

Só há um pequeno e novo problema. As imagens desmentem as lamúrias dos adversários do PSD. Porque os drones, mais do que as belíssimas paisagens naturais, com os seus voos de pássaro, mostram interessantes perspetivas aéreas do trabalho realizado nas últimas décadas na região. Em toda a região. Em todos os concelhos sem exceção. E isso foi trabalho, única e exclusivamente, do governo e das câmaras do PSD.

Como participante no processo, partilho do orgulho pelo desenvolvimento realizado. Em particular, pela modernização de Machico. Por isso, comungo da vaidade com que a atual câmara publicita o concelho com imagens da nova cidade. Em cada curva, em cada espaço sobrevoado, lá está o drone a mostrar as obras realizadas pelo governo e pelas vereações do PSD. É curioso que agora exibam o trabalho feito por outros, com vaidade. É como que um ato de contrição pelo facto de terem votado sistematicamente contra todas essas iniciativas. Mas é mesmo assim, a política.

Que me lembre, todos os presidentes de câmara eleitos pelo PS, ou independentes vindos da esquerda, assumiram desde a primeira hora, como estratégia política, a vitimização. Todos eles iniciaram processos judiciais de acusação pelas alegadas ilegalidades que encontraram na autarquia. Para eles havia sempre marosca nesta ou naquela obra, nesta ou naquela iniciativa. No entanto, os processos foram todos arquivados, sem que ninguém, mais tarde, pedisse desculpa aos injustamente acusados e vilipendiados no espaço público. Agora, pela vaidade que revelam na obra feita pelos "malandros do PSD", parece que nada disso aconteceu.

Para além dos ataques locais, eles, calimeros, rapidamente atribuíam à Quinta Vigia todas as culpas pelas dificuldades que encontravam. Sempre lhes interessou manter acesa uma guerrilha institucional com o Governo Regional, numa lógica de luta entre David e Golias, o que, como se sabe, quando sustentada por uma bem engendrada narrativa, resulta quase sempre em vantagens eleitorais locais.

Passados anos de inércia, há quem mantenha a mesma estratégia, outros dão sinais de mudança. O caso de Santa Cruz chega a episódios grotescos, como o dos remédios para os velhinhos. O caso do Porto Moniz mostra que nunca é tarde para emendar a mão e trabalhar apenas a pensar no seu concelho.

Dizer mal do governo, apontar as suas falhas, é chão que dá uvas junto de muito eleitorado local. Dizer, a um eleitorado convencido, que o Funchal não gosta de Machico é como um míssil destruidor de qualquer bom trabalho governamental. A não ser que localmente o PSD tenha bem ativo um escudo protetor para interceção e destruição das investidas adversárias. O que só aconteceu em determinados momentos. Agora não…

Para mim, apesar de tudo, não deixa de ser um enorme prazer ver e rever as imagens agora projetadas. E sinto o mesmo orgulho que o senhor presidente da Câmara.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Qual o seu grau de satisfação com a liberdade que o 25 de Abril trouxe para os madeirenses?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas