MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

silviamariamata@gmail.com

19/11/2023 08:00

Também foi há um ror de anos, a 19 de novembro de 1977, que aconteceu a tragédia do avião em Santa Catarina. Eu era criança, lembro-me disso e tenho um ror de coisas para arengar. A primeira é sobre o mestre Justino Henriques, que morreu nesse acidente. À hora do comer, eu ouvia meu pai, vezes sem quantia, contar histórias e ditos do mestre Justino Henriques, umas cómicas, outras trágicas, eu ficava calada a ouvir, fascinada com o relógio do mestre que só trabalhava no seu pulso, tal como agora os telemóveis que reconhecem o toque dos donos e se põem ativos. O mestre Justino entrava no rali e tinha um relógio desses. Pois é verdade que o relógio só parou de tiquetaquear não sei quanto tempo depois do avião se ter despenhado por ali abaixo e toda a gente ficou com pena, porque se ele não tivesse ficado preso naquelas chocas de ferros e de chapas, ter-se-ia salvo, tanta era a sua genica. A 11 de fevereiro de 1992, o JM publicou o conteúdo da caixa negra do Boeing "Sacadura Cabral", um filme de terror, com o diálogo entre o comandante João Costa e o seu co - piloto. Foi um aluno que trouxe o JM para a aula e leu aos colegas a notícia da semana. Pesado silêncio! E não posso dizer mais coisas, senão esta história fica do comprimento de uma estrada!

Entre tantas mortes tão tristes, houve também a de uma jovem, noiva de um promissor desportista da nossa terra. Pelo menos foi o que disseram há um ror de anos atrás. E eu lembrei-me dessa noiva, porque uma aluna, estes dias, apresentou a crónica de Constantino Palma, Entre a Ponta do Sol e a Ribeira Brava, onde o narrador fala desses homens do desporto, Paulo Fontes, Manuel Câncio e etc.

E por falar em noiva, um ror de anos depois desse dia fatídico de 77, no mesmo dia de novembro, uma noiva, toda vaidosa, como todas as noivas, na ocasião de se vestir de noiva para se ir casar, verificou, agonia das agonias, que o seu vestido, que lhe tinha custado um dinheirão, como todos os vestidos de noiva, tinha a roda por coser, ainda com alfinetes e alinhavos passados. Bem feito! Quem manda ser tonta e não aproveitar a fada - costureira do pé da porta que trabalha que parece que não põe mãos em cima do trabalho? Quem manda ir para a Casa Tavares para se armar em fina e depois suceder uma aflição destas? Isto é para que se aprenda, não há nada melhor do que a prata da casa! Pior ainda foi aquela noiva que ouviu falar de uma costureira muito chique que trabalhava no hotel Navio Azul e que costurava que era um primor. Vai daí, a noiva deita pernas ao Navio Azul para falar com a dita mãos de fada. E quem é que lhe aparece à frente, a chamar da porta do ateliê pelo nome dela? Quem? "Eu conheço esta voz!" Pois está claro! A costureira do pé da porta! Bem feito! Quem manda se fazer mais do que aquilo que é?

E no meu tempo, nesse novembro de 1977, o que dizer da minha professora Fernanda não sei quê, que era de Educação Visual, no Batalhão? Ela, que nos mandou fazer desenhos, com guaches e ceras, alusivos às diferentes estações do ano, com quadros vivos da Madeira - as floristas, os cestos de fruta pelas ruas, as ribeiras ferozes no inverno, os calhaus das nossas babuginhas; depois, fazer o calendário para 1978, tudo milimetricamente correto, com ela ao nosso lado, com aqueles olhos grandes a inspecionar os trabalhos, a nos pegar na mão, ali a apoiar nas quedas e a rir nas vitórias - e vai daí, o pessoal teima em querer desenhar o avião de Santa Catarina caído! E ela, "mas, mas…" O que sei é que fomos pela porta fora aos pares entregar os nossos calendários ilustrados, lindos de morrer - afinal, o triste do avião de Santa Catarina até estava bonitinho na folha de papel pardo destinado ao mês de novembro…de 1978.

Que abertança ir pela cidade, a um ror de lugares, ao JM, ao DN, sozinhos, como gente grande, fazer um presente de Natal àquela gente desconhecida, cheios de alegria, apesar da sombra do avião desenhado no mês de novembro!

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas