MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

Nutricionista

14/03/2022 08:00

Este tem sido o lema ouvido com maior frequência nestas últimas semanas.

"Vamos de mal a pior!" é o que todos dizem. Assistimos, todos, à descivilização e à desconstrução do homem como ser evoluído dos tempos modernos, lutando com armas e munições como os séculos passados na história.

Mas será que, pergunto, não têm havido sempre guerras e conflitos? Será que não têm existido sempre conspirações?

Passamos da guerra ao Covid, para a guerra à vacina e da guerra à vacina, para a guerra da Rússia e Ucrânia! Deus vai ajudar, pensamos! Mas a realidade é que, ao virar da esquina, mais uma guerra começa!...

Quando é que vamos, todos, parar e refletir no que se está a passar? Mas refletir profundamente!

A guerra começa em nós próprios, com os nossos próprios conflitos e julgamentos. Lutamos contra nós próprios, incompatibilizamo-nos com colegas, familiares e amigos e assim, do nada, começa uma guerra. Num conflito, as munições são também palavras, altercações e ameaças. À defensiva, está um murro no estomago e um diz-me mais dessas que apanhas!

Pior que a guerra com os outros é ainda, a ameaça a nós próprios e o stress que levamos todos para dentro de casa e para dentro de nós próprios, pela calada. Compensamos em atritos connosco, com tudo e com todos e não paramos para respirar e pensar e respeitar e compreender e perdoar e agradecer!

É chutar as palavras ofensivas que queremos que Deus vai ajudar!

É se automutilar que Deus vai ajudar!

É comer este mundo e o outro e esperar não engordar porque Deus vai ajudar!

É adiar cuidar do nosso corpo que Deus vai ajudar!

É arranjar todas as desculpas para os nossos atos que Deus vai ajudar!

É esperar, que Deus vai ajudar!

Vivemos num stress tremendo constante, mas o que fazemos nós para mudar? Esperar que a caravana passe e que um milagre caia do céu e resolva todos os nossos problemas. Será que o nosso orgulho e ego é maior que a nossa necessidade de mudar?

Andamos, todos, muito stressados nos dias que correm! Celebramos dia 18 de março o Dia Mundial do Sono e nunca este dia teve tanta importância, até porque, pelos vistos, cerca de 45% da população mundial anda a dormir mal, mas poucos são os que procuram ajuda. Porque será?

E agora, com a minha faceta e nutricionista, puxo a brasa à sardinha e questiono: andamos a nutrir bem o corpo e alma? Como pudemos nutrir os outros sem começarmos por nós próprios?

Não conseguimos mediar os nossos conflitos sozinhos, então procuramos ajuda, sem medo, nem vergonha! Procuramos comer melhor, tratar o que nos doi e meditar se for preciso. Deus vai ajudar, mas o milagre começa em nós!

A luz para a civilização está em nós, nas pequenas coisas!

Queres mudar o mundo? Sentes-te impotente contra uma possível III Guerra Mundial, primeiro agradece a vida e o que tens, medeia os teus conflitos, ajuda-te, observa-te, percebe o que se passa na tua casa, na tua rua! Talvez, assim, penso eu, consigamos mudar o mundo, com pequenos e depois grandes focos de luz! Assim, Deus vai ajudar!

Sou nutricionista? Sim! Escrevo quase sempre sobre nutrição? Sim! Mas hoje? Hoje, apeteceu-me ser menos nutricionista e apenas mais um de nós, um ser humano com opinião! Sejam focos de luz!

OPINIÃO EM DESTAQUE
Coordenadora do Centro de Estudos de Bioética – Pólo Madeira
11/04/2024 08:00

A finitude da vida é um tema que nos confronta com a essência da nossa existência, levando-nos a refletir sobre o significado e o propósito da nossa passagem...

Ver todos os artigos

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas