MADEIRA Meteorologia

ONU alerta para aumento de violência grave cometida por gangues no Haiti

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
17 Maio 2022
17:36

A ONU expressou hoje preocupação com as consequências do aumento da violência "a níveis inimagináveis" por gangues "fortemente armados" na capital haitiana, Porto Príncipe.

"Peço à comunidade internacional que aumente os esforços para evitar que a situação fique ainda mais fora de controlo", disse a alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, em comunicado.

Segundo a ONU, pelo menos 92 pessoas não associadas a gangues e 96 pessoas suspeitas de serem membros de gangues foram mortas em ataques armados coordenados em Porto Príncipe, entre 24 de abril e 16 de maio.

De acordo com números fornecidos por funcionários da ONU, 113 outras pessoas ficaram feridas, 12 foram dadas como desaparecidas e 49 foram sequestradas, durante este período.

"A violência armada atingiu níveis inimagináveis e intoleráveis no Haiti", disse Bachelet, no comunicado.

A ONU relata casos de decapitações, mutilações e corpos queimados, bem como o assassínio de menores acusados de informarem gangues rivais.

A violência sexual, incluindo a violação coletiva de crianças de até 10 anos, também tem sido uma prática dos gangues.

Para Bachelet, "é crucial que sejam tomadas medidas urgentes para restaurar o Estado de Direito, proteger a população contra a violência armada e responsabilizar os patrocinadores políticos e económicos destes gangues".

Bachelet denunciou o "severo impacto" da violência de gangues "nos direitos humanos mais básicos das pessoas", provocando o encerramento de dezenas de escolas, centros médicos, empresas e mercados fechados.

O tráfego nas duas principais estradas nacionais, que ligam a capital ao resto do país, também foi seriamente comprometido, com os gangues a controlar o acesso às áreas sob sua influência.

Há várias décadas que os gangues armadas atuam nos bairros mais pobres de Porto Príncipe, mas aumentaram drasticamente o seu controlo sobre a cidade e o país nos últimos anos.

LUSA

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

O presidente do Marítimo tem condições para continuar no cargo após agredir um adepto?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas