MADEIRA Meteorologia

Grupo Sousa vai partilhar energia solar com até 400 famílias nos Açores

Data de publicação
16 Abril 2024
17:58

O Grupo Greenvolt, através da Greenvolt Comunidades, vai criar a primeira comunidade de energia renovável nos Açores com o Grupo Sousa. Com o aumento da capacidade de produção de energia obtida através de painéis solares fotovoltaicos que vão ser instalados no Terminal Logístico de Ponta Delgada, o operador marítimo-portuário conseguirá gerar energia limpa e mais barata para partilhar com cerca de 400 famílias, pode ler-se num comunicado divulgado esta tarde.

“O Grupo Sousa, fundado há 39 anos na Madeira, que conta hoje com mais de 1.000 colaboradores em Portugal, Cabo Verde e Guiné-Bissau, há muito que reconheceu a urgência de avançar no processo de transição energética. Conta já com uma instalação fotovoltaica nos Açores, mas irá agora expandi-la para mais do dobro da capacidade de produção atual, passando a partilhar o excedente com a comunidade”, acrescenta.

A mesma nota realça que, aproveitando a área humanizada não utilizada, serão instalados pela Greenvolt Comunidades um total de 768 painéis solares com uma capacidade de produção de 426,24 KWp, mais do que duplicando a capacidade atual para os 750 KWp. Desta forma, o Grupo Sousa passará a conseguir produzir 929 MWh de energia obtida a partir da irradiação solar.

João Manso Neto, CEO do Grupo Greenvolt, sublinha o reconhecimento do Grupo Sousa em dar “passos rumo à neutralidade carbónica, não apenas a sua, reforçando a capacidade de geração de energia renovável para autoconsumo, mas também para benefício de outros consumidores, sejam empresas ou particulares, recorrendo à partilha de energia excedentária, através do espaço já humanizado disponível nas suas instalações”.

“Este é o passo certo, no momento certo, e com o parceiro ideal, a Greenvolt Comunidades, que tem vindo a promover ativamente as vantagens desta nova forma de geração de energia que pode, e deve, ser partilhada com todos”, diz José Queirós de Almeida, CEO da Greenvolt Comunidades. “O Grupo Sousa dá, com este acordo, um exemplo que mais empresas devem seguir para que todos possam passar a ter acesso a esta energia limpa e mais barata”, remata.

Considerando a energia gerada anualmente por esta Unidade de Produção para Autoconsumo, bem como o consumo médio anual de uma família-tipo, o Grupo Sousa não só reforça o seu compromisso com o E (Environment, Ambiente em português), do ESG, reduzindo as emissões de CO2 em 247 toneladas por ano, como responde ao desafio do S (Social), ao passar a partilhar energia limpa com até 397 agregados familiares que residam num raio até 4 km e adiram a esta comunidade.

“Temos o objetivo permanente de equilibrar as componentes ambiental, social e de governação das nossas atuais operações, nas geografias onde operamos, para benefício de todas as partes interessadas envolvidas”, diz Carolina Catanho da Silva. “Este é um objetivo que queremos cumprir e, com a Greenvolt Comunidades, conseguiremos fazê-lo, beneficiando a comunidade envolvente tanto em termos ambientais como sociais, com a mais-valia da poupança na fatura da energia”, acrescenta a CFO do Grupo Sousa.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

O presidente do Marítimo tem condições para continuar no cargo após agredir um adepto?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas