Mulher esfaqueada pelo filho adotivo no Caniço está livre de perigo

Paulo Graça

A mulher de 68 anos esfaqueada esta manhã, no Caniço, pelo filho adotivo, está livre de perigo, soube o JM através de fonte hospitalar.

A vítima sofreu sete ferimentos provocados com golpes feitos com uma arma branca. As facadas provocaram feridas superficiais, não atingido órgãos vitais.

A mesma fonte garantiu que os ferimentos não colocaram em risco a vida da mulher, que foi prontamente socorrida pelos Bombeiros Sapadores de Santa Cruz e ainda pela equipa médica da EMIR.

Quanto ao alegado autor das facadas, este foi detido pela Polícia ainda na sua residência. Também ele foi assistido no hospital e vai seguir para um estabelecimento psiquiátrico do Funchal, onde irá realizar tratamento e aguardar o desenrolar do inquérito judicial que irá decorrer.

A Polícia está a investigar a tentativa de homicídio do rapaz que, alegadamente, sofre de doença psiquiátrica.