SPEA pede voluntários para XV Censos de Mantas

A Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) promove nos dias 9, 10 e 11 de abril o XV Censo de Mantas, numa iniciativa que pretende contribuir para avaliar o estado da população desta ave de rapina diurna que nidifica no arquipélago da Madeira.

A Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) promove nos dias 9, 10 e 11 de abril o XV Censo de Mantas, numa iniciativa que pretende contribuir para avaliar o estado da população desta ave de rapina diurna que nidifica no arquipélago da Madeira.

A iniciativa realiza-se todos os anos, desde 2006, e pretende mobilizar dezenas de voluntários, a quem se pede a recolha de dados sobre os avistamentos destas aves. Este ano, o censo celebra a sua 15º edição, uma vez que a edição anterior foi cancelada devido ao Covid-19.

Este censo, promovido pela SPEA, decorrerá nos dias 9, 10 e 11 de Abril na Madeira e nos Açores. Para participar não são necessários conhecimentos científicos específicos, bastando conseguir identificar esta ave de rapina. O censo apela, por isso, à Ciência Cidadã (ou Citizen Science), propondo a participação dos cidadãos num projeto científico que visa a obtenção de mais dados sobre as populações de mantas existentes na Madeira. O censo é realizado em percursos pré-definidos, de carro, a pé ou de bicicleta, o que permite cumprir com as indicações em relação à prevenção da transmissão do Covid-19.

Nas anteriores edições deste censo estiveram envolvidos um total de 501 voluntários, tendo permitido avistar 1 204 aves, em 272 percursos realizados, possibilitando a estimativa das densidades por ilha desta espécie.

Para participar no censo, basta fazer a sua inscrição através do email madeira@spea.pt e pré-definir a sua rota.

O relatório com os dados anuais sobre este censo, como a metodologia do censo, pode ser consultado na página da SPEA em https://www.spea.pt/censos/censo-de-milhafres-mantas/