MADEIRA Meteorologia

Empreitada da esquadra de Polícia de Santa Cruz já está na contratação pública

Data de publicação
20 Junho 2024
20:04

A reunião de Câmara de Santa Cruz desta semana realiza-se na freguesia do Caniço, mais concretamente na Loja do Munícipe. Dando continuidade aos encontros descentralizados, a equipa camarária marcou, para hoje, para as 18 horas, uma reunião pública.

Presidida por Filipe Sousa, esta reunião contou com a intervenção de apenas um munícipe. Um desentendimento entre vizinhos por causa de uma vereda foi um dos principais assuntos levado à reunião, tendo Carlos Dinis referido que uma vereda foi ‘estreitada ‘, impedindo que quem quer fazer obras e passar com betoneira entre no acesso.

O morador denunciou obras ilegais, tendo Filipe Sousa prometido averiguar a situação. “Tenho 20 sacos de cimento, 100 blocos que se estão a perder. Não posso fazer obras”, considerou o munícipe. Este, aliás, o único assunto levado antes da Ordem de Trabalhos.

Na ordem de trabalhos, o vereador Jaime Silva apresentou o torneio intermunicípios e a proposta de apoio à equipa que representa o concelho em 250 euros. O vereador defendeu ainda outras medidas da sua tutela, como seja um apoio em espécie à Santa Casa de Santa Cruz.

A instituição solicitou duas camas e como a Autarquia ainda tem estes equipamentos disponíveis, pretende entregá-los à Santa Casa. As medidas foram aprovadas por unanimidade. Na reunião de hoje, foram apresentadas algumas alterações ao exercício de guardas noturnos. A atividade não é paga pela Autarquia mas por privados.

Mas Élia Ascensão diz que todas as áreas do concelho estão cobertas em espaços de domínio público. Filipe Sousa aproveitou a oportunidade para sublinhar o aproveitamento político de partidos que promoveram vigílias e foram os primeiros a deixar de pagar o guarda noturno da Camacha.

Referiu que o processo da esquadra da PSP de Santa Cruz já está na contratação pública. Diz saber que o Caniço tem um peso importante e que era o desejo de muitos mas a solução encontrada foi em Santa Cruz.

“Vamos ter o lançamento de uma empreitada para afastar os ‘patos bravos’ indicados pelos partidos”, adiantou. Sobre um pedido para instalação de posto de carregamento elétrico de automóveis no Caniço, surgiu uma empresa que não leva custo ao Município mas que pede a ocupação de dois espaços públicos junto ao Pingo Doce do Caniço.

A localização foi indicada pela EEM, tendo Filipe Sousa considerado que é uma boa zona. A empresa pediu a isenção das taxas de ocupação dos dois lugares e a medida foi aprovada.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Há condições para o Orçamento da Região ser aprovado esta semana?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas