MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

19/09/2023 08:00

Este, bem longe do início da campanha, veio à Madeira a correr, participar num jantar, como forma de não o acusarem de não ter apoiado os camaradas de cá.

Veio a correr e foi ainda mais de pressa. Nem um dia esteve.

Mas mesmo assim, António Costa não deixou de nos tentar passar por tontos. Com o apoio dos socialistas da Madeira, que aplaudiram tudo o que disse nesse jantar.

Duas frases são incontornáveis.

1. A primeira: «Não tive, felizmente, de construir um novo aeroporto ou de enfrentar uma nova calamidade, mas recordo-me dos incêndios de 2016 e de como, pela primeira vez, a Madeira foi dotada de um helicóptero de combate aos incêndios, porque se dizia que na Madeira não era possível haver um helicóptero de combate aos incêndios».

Como pode o socialista que é chefe de Governo em Portugal ter dito isto? Logo na Madeira!

Então não fomos nós quem desencadeou os estudos para avaliação dessa possibilidade?

E depois de comprovada a viabilidade, não fomos nós uma vez mais, governos do PSD, quem montou a rede de tanques de água utilizáveis para abastecimento do helicóptero por toda a ilha? E o que fez o PS? O que fez o Governo de António Costa por nós?

Simplesmente recusou sempre apoiar os custos dessa operação. Recusou sempre apoiar a existência desse meio, que paga no Continente, mas que ignora na Região Autónoma da Madeira.

De quatro para seis meses e agora o ano inteiro, somos nós quem está a custear este equipamento e as suas equipas de operacionais.

O PS e os deputados da Madeira eleitos pelo PS votaram contra as propostas apresentadas nos vários Orçamentos de Estado, para que a República apoie este helicóptero!

Não é preciso falta de vergonha para dizer o que disse Costa?

E a que propósito os socialistas que o ouviram aplaudiram? Concordam? Estão felizes por serem ignorados por António Costa e ainda aplaudem

Não entendo!

2. "E quando foi necessário avançar para o novo Hospital da Madeira, também dissemos presente. Nós sabemos que quando dizemos sim ninguém nos vai agradecer. Porque quando nós dizemos que pagamos 50% da construção do Hospital, vêm-nos dizer que não estamos a apoiar a aquisição dos equipamentos para o Hospital. E quando nós dizemos que 50% é mesmo 50% e que é 50% da construção e 50% do equipamento, vieram-nos dizer que ainda não chegava, porque faltava o IVA. Então nós dizemos que também estava incluído o IVA. E mesmo assim não nos agradecem".

Esta outra frase, proferida por António Costa a uma plateia de Madeirenses socialistas foi um verdadeiro gozar com a nossa cara.

É uma pura provocação de um chefe de Governo, que fez tudo o que podia para usar o novo Hospital da Madeira como um joguete político-eleitoral, para beneficiar o PS Madeira.

É um insulto este gozo, deixando a ideia de que devíamos estar a agradecer e a fazer vénias aos senhores de Lisboa, porque eles se dignaram a pagar metade do novo Hospital!

António Costa acusou o toque de que, ao contrário de lhe "beijarmos os pés" ainda perguntávamos pelos equipamentos, pelo IVA e pelos terrenos.

Sim. Porque o que Costa queria era pagar apenas 34 % da obra e enganar-nos a todos. E arrastou o assunto meses a fio.

O que aplaudiram aqueles Madeirenses que estavam no Jantar do PS?

A falta de vergonha de Costa? A sua lata? A sua mágoa por não o bajularmos pela sua "bondade" e "condescendência" em pagar parte da obra, quando no retângulo paga tudo?

A Madeira saberá dar a resposta a esta petulância, no domingo dia 24 de setembro!

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Qual o seu grau de satisfação com a liberdade que o 25 de Abril trouxe para os madeirenses?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas