MADEIRA Meteorologia

Artigo de Opinião

27/06/2023 08:00

Fingindo simpatia, preocupação e solidariedade com os Madeirenses, os socialistas, sem qualquer pudor, estão a tentar de tudo para enganar os Madeirenses.

Pena que tropecem nas próprias palavras.

O líder parlamentar, deputado Eurico Brilhante Dias, disse num jantar que "também quer que os Madeirenses olhem para o PS como partido de contas certas".

Dizer isto é demonstrar à exaustão que é um profundo desconhecedor do que é a realidade da Região e do que o governo de Portugal - que ele defende e apoia - tem feito na Madeira e no Porto Santo.

Percebo que os seus camaradas, deputados eleitos pela Madeira na Assembleia da República, apenas lhe digam maravilhas, mas com isso apenas levam o líder parlamentar a dizer disparates.

Contas certas para os socialistas é não pagar as prestações referentes à obra do Novo Hospital, como vem acontecendo nos últimos meses?

Não bastou o executivo de António Costa ter tentado tudo por tudo, para se apoderar dos edifícios de saúde da Região para os vender e abater na sua parte de apoio ao Novo Hospital da Madeira, agora começa a falhar o pagamento das suas comparticipações.

Mas se com isto António Costa e os seus deputados estão a tentar fazer parar a obra, para tirarem dividendos eleitorais em setembro deste ano, podem desistir pois a Madeira e o seu Governo não vão deixar que a construção deste importante equipamento pare!

Contas certas para o PS é já estarem a dever à Região mais de 60 milhões de euros, porque os socialistas não pagam a saúde dos subsistemas da PSP, da GNR e dos Militares que trabalham e recebem tratamento na Madeira?

O que está a garantir a comparticipação dos servidores da República são os nossos impostos, quando essa é uma responsabilidade de soberania.

Mas temos mais brilhantes contas certas à moda do PS. Para enganarem os estudantes da Universidade da Madeira, o governo de António Costa chamou a Lisboa o reitor da Uma e promoveu a assinatura de um protocolo, que garantia a construção de uma residência universitária na Região.

Foi tudo uma encenação. Os socialistas não fizeram mais nada.

António Costa disse na sua intervenção que "os Madeirenses nem sempre gostam do PS mas o PS gosta da Madeira".

Ora como vemos, gosta, gosta. Imaginem que não gostava. O que não seria!

Rodapé socialista: O governo do PS produziu uma lei que é imoral, para subsidiar o arrendamento de famílias com rendimentos modestos.

Imoral porque, como foi feita com os pés, sem competência e sem racionalidade, permite que quem tenha rendimento muito superior ao que foi considerado como limite, como rendimentos elevados de capital ou outros, também possa receber o apoio para o arrendamento.

Atabalhoadamente e seguindo o modo de fazer descuidado e em cima do joelho, tentaram corrigir a lei, por via de uma portaria. Mais uma trapalhada.

Uma vez mais falhou o governo do PS, porque faz leis às três pancadas, sem competência, com mediocridade e com leviandade. Depois fica obrigado a tentar remendos "às escondidas" para emendar a falta de competência que é a imagem de marca da governação socialista!

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas