MADEIRA Meteorologia

Julgamento de Madureira e mais oito adiado por impossibilidade de arguido estar presente

Data de publicação
20 Fevereiro 2024
11:22

O julgamento do líder dos Super Dragões e mais oito acusados de terem agredido adeptos do Benfica e policias num jogo de hóquei em patins, em 2018, foi hoje adiado por impossibilidade de um dos acusados estar presente.

Aquela que foi a terceira sessão deste julgamento, que decorre no Tribunal do Bolhão, no Porto, não aconteceu porque um dos arguidos, Hugo Carneiro, mais conhecido por “Polaco” e que está detido em Custoias no âmbito da Operação Pretoriano, não pode estar presente devido à greve dos guardas prisionais.

O líder da maior claque do FC Porto, Fernando Madureira, que também está detido no âmbito da Operação Pretoriano, não marcou presença, mas ia ser ouvido por videoconferência.

À saída do tribunal, o advogado de Fernando Madureira explicou que, ao contrário do que tinha sido adiantado, o seu constituinte já tinha prestado declarações.

“Ele já falou em julgamento neste processo e disse que não tinha nada a ver com o assunto”, disse Miguel Marques Oliveira.

Além de Fernando Madureira e de Hugo Carneiro, não esteve presente na sala de audiência um outro arguido por ter sido dispensado pelo juiz.

O julgamento, que na sessão que estava marcada para esta manhã ficou marcado pelo forte dispositivo de segurança mobilizado, continua dias 14 e 18 de março e serão apresentadas imagens das alegadas agressões.

Os nove arguidos são acusados de em 2018 terem agredido adeptos do Benfica e agentes da polícia num jogo que hóquei em patins entre a equipa lisboeta e o FC Porto.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Qual o seu grau de satisfação com a liberdade que o 25 de Abril trouxe para os madeirenses?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas