MADEIRA Meteorologia

Sismo de ontem no Peru registou hoje réplica de 3,8 de magnitude

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
31 Julho 2021
17:39

Uma réplica de 3,8 de magnitude foi sentida hoje na região de Piura, após o terremoto de 6,1 na sexta-feira que já provocou mais de 700 feridos e, pelo menos, 187 casas afetadas nesta região do norte do Peru.

A réplica do sismo foi relatada pelo Instituto Geofísico do Peru (IGP) às 08:00 locais (14:00 em Lisboa) e o epicentro estava a 14 quilómetros a sudoeste de Sullana, a 35 quilómetros de profundidade e seguiu outras ocorridas durante a madrugada.

Sullana foi a cidade costeira mais próxima do epicentro do sismo de sexta-feira, onde o terremoto foi sentido com força e provocou danos em construções assim como em estradas e infraestrutura rodoviárias.

De acordo com o último relatório do Centro de Operações de Emergência Nacional (COEN), o terremoto de sexta-feira em Sullana deixou seis casas inabitáveis, de um total de 187 danificadas, 24 pessoas magoadas e 721 feridos sob avaliação de profissionais de saúde.

Além disso, foram danificados seis edifícios públicos, cinco hospitais ou centros de saúde e quatro templos religiosos, incluindo a igreja principal de Sullana, que perdeu parte da cornija exterior.

O terremoto também afetou uma escola, um centro comercial, que sofreu inundações devido a tubos que se danificaram, uma ponte, um trecho de 50 metros de estrada, canais de irrigação e o serviço de eletricidade em vários pontos de Piura.

O Centro de Operações de Emergência Setorial (COES) do Ministério da Saúde instalou uma tenda para os feridos, no Hospital de Apoio Sullana II-2 e o Ministério da Habitação, Construção e Saneamento colocou maquinaria pesada no local para remover os escombros.

Também o serviço de água e saneamento foi suspenso em vários setores de Piura, Sullana, Paita, Talara e Chulucanas devido ao corte de energia elétrica.

Após o forte terremoto, que se sentiu às 12:10 locais (18:10 em Lisboa) de sexta-feira, o Presidente do Peru, Pedro Castillo, abandonou o tradicional desfile militar das festividades da independência peruana e partiu para Piura, a 990 quilómetros a norte de Lima.

A grande maioria dos afetados sofreu contusões leves, embora três tenham sofrido ferimentos de maior gravidade como foi o caso de uma mulher grávida, de um homem adulto e uma menina de dois anos.

Segundo a comunicação social local, a mulher feriu-se com a queda de uma parede, enquanto o homem sofreu um traumatismo e a menina, aparentemente, caiu de um segundo andar ao tentar sair de casa.

O Peru está localizado na zona denominada de Anel de Fogo do Pacífico, onde se regista, aproximadamente, 85% da atividade sísmica mundial.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas