MADEIRA Meteorologia

Mortos em Gaza superam os 29 mil com 92 novas vítimas nas últimas 24 horas

Data de publicação
24 Fevereiro 2024
11:37

O número de mortos na guerra de Israel na Faixa de Gaza chegou a 29.606, a maioria mulheres e crianças, depois de ataques israelitas terem matado 92 pessoas nas últimas 24 horas, informou o Ministério da Saúde de Gaza.

“A ocupação israelita cometeu oito massacres contra famílias na Faixa de Gaza, matando 92 pessoas e ferindo 123 nas últimas 24 horas”, anunciou o ministério, que é controlado pela ala política do grupo islamita radical Hamas.

A última contagem eleva o número total de mortos para 29.606 e o número de feridos a 69.737, acrescentou.

O Ministério da Saúde de Gaza referiu também que há vítimas ainda debaixo dos escombros e nas estradas, que as forças israelitas estão a impedir de serem resgatadas.

O serviço de emergência de Gaza apelou hoje à comunidade internacional para que permita a entrada de alimentos na Faixa de Gaza, depois de uma das suas equipas ter resgatado um bebé gravemente subnutrido na rua, com a mãe a chorar por não o poder alimentar.

Depois de ter sido levado para o hospital Al Shifa, o bebé foi internado na unidade de cuidados intensivos, de acordo com uma equipa de defesa civil no norte de Gaza.

Há semanas que as agências internacionais alertam para o agravamento das condições humanitárias no enclave palestiniano, apelando a Israel para que autorize a entrada de mais camiões e não ataque as forças de segurança de Gaza, dependentes do Hamas, que são responsáveis pela manutenção da segurança na zona e pela proteção dos comboios humanitários contra os saques de bandos e grupos de pessoas esfomeadas.

O exército israelita prosseguiu nas últimas 24 horas operações militares contra o sul de Gaza, nomeadamente na cidade de Khan Younis, onde matou um número desconhecido de presumíveis combatentes do Hamas.

“Durante as intensas atividades em Khan Younis durante o último dia, numerosos terroristas foram mortos”, refere um comunicado emitido hoje pelas forças armadas israelitas.

De acordo com o comunicado militar, atiradores do exército mataram “numerosos” supostos combatentes em Khan Younis e um helicóptero matou três pessoas que se deslocavam na direção das tropas.

Além disso, quatro outros suspeitos “terroristas” foram mortos num ataque aéreo e um número desconhecido foi morto por fogo de tanques israelitas.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Qual o seu grau de satisfação com a liberdade que o 25 de Abril trouxe para os madeirenses?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas