MADEIRA Meteorologia

Israel: Crianças e mulheres são maioria entre vítimas em Gaza - ONU

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
31 Outubro 2023
11:54

As crianças e as mulheres constituíam cerca de 70 por cento das mais de 8.300 vítimas civis palestinianas da guerra entre Israel e o grupo islamita Hamas reportadas até segunda-feira, anunciou hoje a ONU.

Os números incluem 3.747 crianças 2.062 mulheres entre as vítimas mortais, de acordo com o relatório diário do Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU, conhecido pela sigla inglesa OCHA.

Do lado de Israel, o OCHA assinalou mais de 1.400 mortos reportados, com 30 crianças entre as 1.135 vítimas já identificadas, maioritariamente resultantes do ataque que o Hamas realizou em território israelita em 07 de outubro.

O relatório inclui também 21.048 feridos do lado palestiniano e 5.431 em Israel, bem como 1,4 milhões de deslocados na Faixa de Gaza.

As vítimas palestinianas resultaram da resposta israelita ao ataque do Hamas, sobretudo com bombardeamentos quase incessantes contra a Faixa de Gaza.

Situada entre Israel, o Egito e o Mar Mediterrâneo, a Faixa de Gaza tem cerca de 360 quilómetros quadrados e 2,3 milhões de habitantes.

O Hamas, considerado como uma organização terrorista por Israel, Estados Unidos e União Europeia, controla Gaza desde 2007, quando expulsou do território o partido Fatah, que governa a Cisjordânia.

No relatório, a ONU ressalvou que, até agora, "não conseguiu apresentar números independentes, completos e verificados sobre o número de vítimas".

"Os números atuais foram fornecidos pelo Ministério da Saúde palestiniano em Gaza e pelas autoridades israelitas e aguardam verificação adicional", disse o OCHA.

A estrutura da ONU assinalou também que 26 camiões de ajuda humanitária entraram em Gaza na segunda-feira através de Rafah, o posto fronteiriço com o Egito.

Considerou que a ajuda ainda está muito aquém das necessidades face à gravidade da situação, apesar de ter registado um aumento da quantidade entrada em Gaza nos últimos dois dias, segundo a agência espanhola EFE.

A ONU disse também que 13 hospitais continuavam operacionais no norte e no sul da Faixa de Gaza na segunda-feira, dia em que o abastecimento de água foi novamente cortado por razões desconhecidas.

Uma conduta que transporta água de Israel para o centro do território palestiniano não tinha sido reparada até segunda-feira, acrescentou.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Há condições para o Orçamento da Região ser aprovado esta semana?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas