Kiev renomeia monumento soviético 'Arco da Liberdade do Povo Ucraniano'

Lusa

O Arco da Amizade dos Povos, um monumento soviético emblemático no centro de Kiev, tornou-se hoje o Arco da Liberdade do Povo Ucraniano, na sequência de uma decisão da Câmara Municipal.

"Hoje a Câmara Municipal decidiu ‘descomunizar’ o nome do Arco da Amizade dos Povos. Agora será o Arco da Liberdade do Povo Ucraniano", anunciou o presidente da câmara da cidade, Vitali Klitschko, numa mensagem no Telegram.

Os responsáveis municipais eleitos também “aprovaram uma lista de mais de 40 monumentos e emblemas memoriais que devem ser retirados das ruas e edifícios da capital para serem transmitidos ao museu do totalitarismo”, acrescentou.

Se muitos lugares ou monumentos forem renomeados, Vitali Klitschko indicou que o processo de nomeação de novos nomes levaria tempo e envolveria "especialistas", em particular historiadores, "para não tomar uma decisão precipitada".

O Arco da Amizade dos Povos é um imponente arco metálico com 35 metros de altura erguido num parque no centro da cidade, em 1982. Fazia parte do mesmo complexo da escultura dos dois trabalhadores russos e ucranianos desmontada no mês passado.

Muitos moradores de Kiev estão a apelar a uma renomeação de outros símbolos cujos nomes estão ligados à Rússia ou à Bielorrússia.

O metro de Kiev organizou assim uma consulta 'online' durante a qual os eleitores votaram para renomear "Varsóvia" a estação "Minsk", "Boutcha" a estação "Beresteïska", a cidade bielorrussa de Brest, ou mesmo o nome do poeta dissidente ucraniano Vassyl Stous, a estação "Leon-Tolstoy Square".