Euro cai após subida da taxa de inflação nos Estados Unidos

Lusa

O euro baixou hoje face ao dólar, após ter sido anunciada uma subida da inflação nos Estados Unidos para o nível mais elevado desde agosto de 2008, o que pode levar a Reserva Federal (Fed) a reduzir os estímulos.

Às 18:00 (hora de Lisboa), o euro negociava a 1,1803 dólares, quando na segunda-feira ao final da tarde seguia a 1,1857 dólares.

O Banco Central Europeu (BCE) fixou o câmbio de referência do euro em 1,1844 dólares.

A taxa de inflação anual subiu em junho para 5,4%, um máximo desde 2008. Em maio, a taxa de inflação tinha ficado em 5%.

A Fed, que compra mensalmente dívida no valor de 120 mil milhões de dólares, tem dito até agora que considera a subida dos preços "transitória" e que não prevê qualquer subida das taxas de juro nos próximos meses.

Nos próximos dois dias, os mercados vão estar atentos à comparência do presidente do banco central norte-americano, Jerome Powell, no Congresso.

Os investidores continuam também a apostar no dólar num momento de incerteza, devido ao aumento de casos de covid-19 com a rápida propagação da variante delta.

A moeda europeia negociou entre 1,1792 e 1,1875 dólares.