MADEIRA Meteorologia

Indicadores de confiança aumentaram em quatro setores de atividade

Paula Abreu

Jornalista

Data de publicação
07 Junho 2024
11:40

De acordo com a informação recolhida pela Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM) através dos Inquéritos Qualitativos de Conjuntura (IQC), foi possível aferir que, em maio de 2024, os indicadores de confiança nos quatro sectores avaliados ((Indústria Transformadora, Construção e Obras Públicas, Comércio e Serviços) aumentaram face ao mês anterior.

Segundo escreve a DREM, o indicador de confiança da Indústria Transformadora aumentou em maio, após ter diminuído em abril. A evolução do indicador deveu-se ao contributo positivo das opiniões sobre a evolução da procura global e das perspetivas de produção, apesar do contributo negativo das apreciações relativas aos stocks de produtos acabados. O saldo das expectativas relativas aos preços de venda aumentou em maio, após ter diminuído nos 3 meses anteriores.

Na Construção e Obras Públicas, o indicador aumentou em maio, após ter diminuído em março e abril. A evolução no último mês refletiu o contributo positivo das perspetivas de emprego e do saldo das apreciações sobre a carteira de encomendas. O saldo das perspetivas de preços praticados pela empresa nos próximos três meses aumentou em maio, após ter diminuído nos 3 meses precedentes.

No Comércio, o indicador de confiança aumentou em maio, após ter diminuído entre janeiro e abril. A evolução do indicador em maio resultou do contributo positivo das opiniões sobre o volume de vendas e das perspetivas de atividade da empresa, tendo as apreciações sobre o volume de stocks contribuído negativamente. O saldo das perspetivas de evolução futura de preços diminuiu em maio, após ter aumentado em abril.

Nos Serviços, o indicador aumentou em maio, prolongando o movimento ascendente iniciado em janeiro. A evolução do indicador resultou do contributo positivo das opiniões sobre a evolução da carteira de encomendas e das apreciações sobre a atividade da empresa, mais expressivo no primeiro caso, tendo as perspetivas relativas à evolução da procura contribuído negativamente. O saldo relativo às expectativas de preços de prestação de serviços diminuiu em maio, após ter aumentado no mês anterior.

De notar, que com exceção dos Serviços, os restantes sectores apontam como principal obstáculo à sua atividade, a dificuldade em contratar pessoal qualificado, fator limitativo com maior expressão na Indústria Transformadora e na Construção e Obras Públicas.

20,7% das empresas de serviços preveem aumentar investimento em 2024

De acordo com a informação recolhida sobre a evolução do investimento no âmbito do IQC à indústria transformadora, 75,3 % das empresas preveem que o investimento em 2024 irá estabilizar face a 2023, enquanto 15,6% das empresas preveem um aumento do investimento e 9,1% uma diminuição.

Para 2024, 72,1% das empresas dos ramos de atividade dos serviços considera que o investimento irá estabilizar face ao ano anterior, sendo que 20,7% das empresas consideram que o investimento irá aumentar e 7,2% que irá diminui.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas