Manchester City ganha Everton em jogo muito emotivo

Redação/LUSA

O Manchester City entrou em campo com camisolas a dizer 'Não à guerra' e com o símblo da bandeira ucraniana, enquanto os jogadores do Everton entraram com a bandeira ucraniana às costas.

O jogo ficou marcado pelo abraço entre os futebolistas ucranianos Mykolenko (Everton) e Zinchenko (Manchester City), que não saíram do banco e se ampararam, não evitando as lágrimas quando o estádio guardou um minuto de silêncio, em protesto contra a invasão da Rússia à Ucrânia.

Com os portugueses João Cancelo, Rúben Dias e Bernardo Silva a titulares, a deslocação a Goodison Park, onde André Gomes, ainda lesionado, não esteve, o City ‘sobreviveu’ graças a um golo de Foden, aos 82 minutos.

jogo parecia encaminhado para um empate, mas um cruzamento de Bernardo Silva do lado esquerdo ‘traiu’ os centrais Holgate e Keane, com o primeiro a ver a bola bater-lhe e o segundo sem conseguir aliviar, sobrando para Phil Foden fazer o 1-0.

Para o Everton foi um autêntico ‘murro no estômago’, apesar de a equipa de Frank Lampard ainda ter visto o árbitro não considerar, poucos momentos depois e com recurso ao videoárbitro, uma bola no braço de Rodri.