Acusações de assédio sexual no Conservatório já tinham sido notícia em 2011

Edna Baptista

Não é a primeira vez que denúncias de assédio e abuso sexual que visam professores do Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira, Eng.º Luiz Peter Clode abalam a sua comunidade educativa.

Já em julho de 2011, o Diário de Notícia da Madeira dava conta das acusações que recaiam sobre dois professores deste estabelecimento de ensino, os quais alegadamente mantinham relações sexuais com vários adolescentes.

Na altura, vários pais afirmaram haver favorecimento e tratamento preferencial no âmbito das atividades letivas em troca de relacionamento sexual consentido com os alunos, havendo a indicação de que esta era uma situação que acontecia há algum tempo.

Aquando destas suspeitas, o Ministério Público encetou uma investigação ao sucedido com base nas denuncias também feitas pelos pais. De igual modo, a Secretaria da Educação abriu um inquérito para apurar os factos sobre as alegadas relações sexuais com adolescentes.

No entanto, volvidos mais de dez anos, estas denúncias voltaram a ser assombrar este conservatório, conforme avança hoje o JM na sua edição impressa.

Tais acusações são dirigidas a Sergey Abakumov, coordenador do Curso Profissional de Dança, que já está a ser investigado pela Polícia Judiciária, por alegadas práticas sexuais e de assédio com alunos, tendo o último caso levado à apresentação de uma queixa às autoridades por parte da família de um jovem no passado mês de fevereiro.

Leia mais sobre este caso na edição impressa de hoje do seu JM.