MADEIRA Meteorologia

PS promete aumentar subsídio de insularidade e garante que não vai “perseguir nem sanear funcionários públicos”

Data de publicação
16 Abril 2024
17:29

O PS-Madeira garantiu hoje que, se vencer as Eleições Regionais, vai aumentar o subsídio de insularidade para os funcionários da Administração Pública para 5% até ao final da legislatura.

O compromisso foi assumido esta tarde pelo líder socialista e candidato a presidente do Governo Regional, na sequência de uma reunião com a UGT-Madeira, precisamente para se inteirar dos problemas que afetam a Administração Pública e apresentar soluções para os mesmos.

Paulo Cafôfo explicou que o subsídio de insularidade existe precisamente porque o custo de vida na Madeira é diferente do continente e lembrou que as alterações a que o mesmo foi sujeito não abrangeram todos os funcionários públicos. Como advogou, o subsídio deve ser na mesma percentagem para todos os trabalhadores, sendo que o PS se compromete a aumentá-lo para 5% até ao final da legislatura, pode ler-se num comunicado enviado às redações.

O candidato socialista à presidência do Governo Regional apontou também o intuito de alterar o SIADAP, para acelerar o ritmo de progressão nas carreiras. “Os pontos que são necessários para a mudança do nível remuneratório têm de ser reduzidos”, sustentou, acrescentando que, “com esta aceleração, estamos a valorizar e a melhorar os rendimentos da Administração Pública”.

Na ocasião, Paulo Cafôfo fez também questão de deixar uma palavra de tranquilidade a todos os trabalhadores da Administração Pública Regional, assegurando que o PS, estando no Governo da Região, não só irá valorizar as carreiras, como “não vai perseguir nem sanear os funcionários que não sejam do PS”.

“Eu tenho um enorme respeito por quem trabalha e serve os cidadãos, enquanto funcionários da Administração Pública”, disse, frisando que não se deve confundir o Governo com o partido. Lembrou, ainda, que, quando foi presidente da Câmara do Funchal, a gestão dos funcionários não sofreu qualquer alteração relativamente à gestão anterior, do PSD. Reforçando as palavras de serenidade e de confiança, o líder socialista garantiu que aquilo que o Executivo vai exigir “é somente o seu profissionalismo e a dedicação ao serviço público importantíssimo que prestam na Região”.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

O presidente do Marítimo tem condições para continuar no cargo após agredir um adepto?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas