MADEIRA Meteorologia

José António Garcês aposta na totalidade da sua equipa

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
01 Abril 2021
5:00

José António Garcês não sabe ainda se irá a votos pelos ‘Unidos por São Vicente’ ou pelo PSD, mas tem já uma certeza: será ele a fazer a equipa que, de resto, será recandidata na sua totalidade.

"Sim, sou eu que vou escolher a equipa, e sim, a equipa já está reconduzida. Quer ao nível da vereação, quer ao nível do presidente da Assembleia Municipal, quer também ao nível dos presidentes de Junta. É exatamente a mesma equipa, o projeto é de continuidade e de conclusão daquele que foi iniciado em 2013 e esperemos merecer a confiança da população para terminá-lo em 2025", anunciou ontem, ao JM, José António Garcês.

O presidente da Câmara de São Vicente confessou não estar ainda decidido se volta a concorrer pelo movimento ‘Unidos por São Vicente’ ou se irá a votos pelo PSD, explicando que muito dessa decisão passará pela reversão, ou não, da lei eleitoral. "A questão de como vou nessa recandidatura não posso dizer, porque eu próprio ainda não sei. Tem a ver com a questão da lei eleitoral que foi aprovada e promulgada e que não põe nas mesmas condições os movimentos e os partidos mas que, felizmente, voltará a ser discutida na Assembleia da República para poder ser revogada", explana.

"Sim, isso poderá influenciar a minha decisão", confirma, prometendo para breve a decisão, sabendo-se já que terá como principal opositora Helena Freitas, pelo PS.

Ou seja, a candidatura pelo PSD "poderá ser uma hipótese, mas teremos de ver a alteração da lei", frisou, mostrando-se convicto de que o resultado final seria idêntico, independentemente das cores da camisola que envergar. "Hoje em dia, cada vez mais as pessoas votam em pessoas, em projetos, e não em partidos. Claro que quando as pessoas votam nos partidos tem sempre a ver com as pessoas que estão à frente. Sobretudo em eleições locais isso é ainda mais acentuado: as pessoas votam em pessoas, em projetos, no que veem no desenvolvimento e no que avaliam dos eleitos e dos candidatos, das várias forças".

Portanto, "se me perguntar se eu for candidato independente ou candidato pelo PSD terei o mesmo número de votos, responderei que não sei, porque haverá sempre pessoas que têm a questão partidária na mente. Mas eu serei a mesma pessoa e não tenho dúvidas de que a população de São Vicente sabe aquilo que quer e independentemente disso irá saber escolher, com certeza".

Na liderança da autarquia, José António Garcês tem como ‘vice’ Fernando Góis e como vereadores Rosa Maria Santos, Joana Santos e César Gregório Pereira. Aires de Jesus Santos é o presidente da Assembleia Municipal, e nas Juntas de Freguesia são líderes Maria da Conceição Pedro Ferreira (São Vicente), José Miguel Freitas Luís (Ponta Delgada) e Lino Joaquim dos Santos Camacho (Boaventura). Esta é uma equipa 100% ‘Unidos por São Vicente’. Todos serão então recandidatos, restando saber se pelo movimento ou com as cores do PSD. Nas Juntas de Freguesia, os triunfos de 2017 foram estrondosos: na Boaventura, Lino Camacho ganhou com 82,47% contra 9,34% do PS; na Ponta Delgada venceu Miguel Luís com 80,36% contra 11,76% do PS; em São Vicente foi eleita Maria Conceição Ferreira com 77,54% contra 15,31% do PS. Já nas contas da Assembleia Municipal, liderada por Aires dos Santos, a lista do UPSV, reuniu a preferência de 77,17% do eleitorado, daí resultando 13 no universo dos 15 deputados municipais.

Por David Spranger

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem vence o Campeonato Europeu de Futebol?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas