MADEIRA Meteorologia

CDU diz que "é urgente e necessário" habitação para todos em Santa Cruz

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
01 Setembro 2021
12:16

A CDU esteve esta quarta-feira junto à Câmara Municipal de Santa Cruz, numa iniciativa política, para exigir mais habitação social naquele concelho.

Na ocasião, o candidato à presidência da Câmara Municipal de Santa Cruz, Dírio Ramos, afirmou que a habitação é uma das alavancas da recuperação económica" do concelho. "Vemos, ouvimos e lemos, não podem ignorar, mas alguém conhece a política de urbanismo e da habitação do JPP? O que fez o JPP na área da Habitação? Que saibamos zero", atirou, questionando se "alguém vê o JPP e os seus técnicos da CMSC, ou o gabinete que está a rever o PDM, a falar com a população, freguesia a freguesia, com linguagem simples para obter o contributo do povo?"

Dírio Ramos diz que "a população não percebe a morosidade no licenciamento de pequenas obras ou vivendas, e todos à surdina, com medo dos verdinhos, dizem que o Departamento de Urbanismo é o departamento das cunhas ou do empate, são proprietários, são arquitectos e engenheiros...a se queixarem da situação e a dizer-nos casos concretos."

"A Habitação é uma das alavancas da nossa recuperação económica pelos múltiplos impactos em diversos sectores da economia (serviços de arquitectura e engenharia, madeira, mobiliário, cerâmica, vidro, cimento, produtos metálicos, electrodomésticos, seguros, telecomunicações, água, energia, saneamento, etc...) e de receitas fiscais e municipais. A Habitação é um segmento da construção que mexe com a economia, é um barómetro da felicidade para o povo e saúde económica para o País."

O candidato sublinha que "uma correta política de habitação pressupõe um acordo autarquia, governo e população", acrescentando que "a autarquia de Santa Cruz, no próximo mandato, vai ter ao seu dispor fundos reforçados para levar a cabo uma boa política de Habitação, porém a CDU não confia no JPP".

Isto porque a CDU diz verificar que e verificamos que "há pessoas vulneravelmente visíveis, com necessidade premente de habitação social de qualidade, que não sejam aquele modelo de casas sem varandas e materiais e equipamentos de miserável qualidade"; "há os vulneráveis invisíveis, os vastos grupos intermédios da classe média, a juventude em princípio da sua carreira, etc..., que precisam de habitação a preços controlados"; "quanto a habitação para arrendamento é o roubo de 28% de imposto que o Estado faz aos proprietários que alugam casas, o que dificulta o arrendamento, havendo pessoas (emigrantes, por exemplo) que querem arrendar as suas casas, mas não estão para encher os bolsos do Estado"; "depois é o roubo do IMI, o imposto mais injusto que continua a aumenta e que desde que o JPP governa o Município aumentou 6 vezes as receitas anteriores a 2013"; "vem aí a Bazuca Europeia, que contempla o sector da habitação e que a fundos perdidos são 80% e os restantes 20% em empréstimo em condições especiais".

"É necessário ter terrenos adequados para construção, é necessário a construção de habitação social e a custos controlados (que o JPP nada investiu em oito anos de governação ), é necessário agregar os esforços do Município e Governo Regional, é necessário facilitar os licenciamentos dentro do quadro de um PDM sustentável e isto só é possível com uma alternativa política ao JPP e com a presença da CDU nos diversos órgãos autárquicos no Concelho de Santa Cruz. É importante retirar o JPP da Câmara Municipal de Santa Cruz, este partido anti-partidos que durante este anos de governação autárquica nada fez pela população de Santa Cruz, é preciso dar mais força à CDU para garantir que os seus anseios e preocupações sejam de uma vez por todos resolvidos", concluiu.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas