MADEIRA Meteorologia

Reembolso do IRS totaliza 2.500 ME tendo chegado a 2,5 milhões de agregados

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
21 Junho 2023
9:10

O valor dos reembolsos do IRS emitidos pelo fisco totaliza 2,5 mil milhões de euros, tendo chegado a cerca de 2,5 milhões de agregados familiares, de acordo com os dados adiantados pelo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais.

"Neste momento a AT [Autoridade Tributária e Aduaneira] já emitiu reembolsos a cerca de 2,5 milhões de agregados familiares e o montante total reembolsado é de cerca de 2,5 mil milhões de euros", referiu à Lusa o secretário de Estado Nuno Santos Félix.

Segundo o governante, aquele número corresponde a mais 153 mil declarações de IRS reembolsadas e a cerca de mais 90 milhões de euros de devolução do imposto do que em igual período do ano passado.

O governante adiantou estes dados à Lusa numa altura em que pelas redes sociais há contribuintes a queixarem-se de que continuam sem receber o reembolso apesar de a declaração estar, há várias semanas, dada como 'certa' ou do facto de esta se manter a 'aguardar validação' por vários dias ou semanas.

Segundo Nuno Santos Félix, o prazo médio do reembolso tem rondado as duas semanas para quem entrou pela via automática e perto das três semanas nos restantes casos.

O governante sinaliza, contudo, que a liquidação das declarações de IRS "depende da circunstância específica de cada contribuinte, do seu tipo de rendimentos, do seu tipo de benefícios e muitas vezes até do tipo de divergências que podem ser geradas e das necessidades de verificação".

Neste momento, a AT já liquidou cerca de 4,5 milhões de declarações, sendo este o passo em que é feita a conta e apurado o montante de imposto que cada contribuinte tem a pagar ou a receber face ao que reteve no ano a que respeitam os rendimentos e às deduções e benefícios a que tem direito.

Antes da liquidação, a declaração passa por várias fases. Após ser submetida pelo contribuinte, a declaração é sujeita a uma série de validações das quais poderão ou não resultar alertas. Cumprida esta etapa, passa a ser dada como 'certa', momento em que se verificam várias validações a nível central, passando depois para a liquidação.

A entrega da declaração anual do IRS, para os rendimentos auferidos em 2022, iniciou-se em 01 de abril e termina no dia 30 de junho.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem vai ganhar a Taça de Portugal?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas