MADEIRA Meteorologia

Pequim vive dia mais quente de junho desde que há registos com 41,1ºC

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
23 Junho 2023
8:38

Pequim registou na quinta-feira o seu dia de junho mais quente desde que há registos, indicou o serviço meteorológico chinês, com o Norte da China a viver com temperaturas por vezes acima dos 40 graus Celsius (ºC).

Na estação meteorológica de Nanjiao, no sul de Pequim, que serve de ponto de referência para as temperaturas na capital chinesa, o mercúrio atingiu 41,1°C na quinta-feira às 15h19 locais (08h19 de Lisboa), indicou o serviço meteorológico em comunicado.

Este valor supera em meio grau o recorde mensal da estação de 40,6ºC, registado em junho de 1961, e aparece logo a seguir aos 41,9°C registados em julho em 1999.

Outras estações meteorológicas em torno da capital registaram temperaturas ainda mais elevadas na quinta-feira, como em Tanghekou no norte de Pequim, onde se registou 41,8°C ao início da tarde, tornando-se o local mais quente da China, segundo a imprensa estatal.

Em todo o país, 17 estações meteorológicas registaram recordes de temperaturas extremas" na quinta-feira, segundo o Centro Meteorológico Nacional.

Os cientistas têm apontado que a subida da temperatura no mundo - geralmente causada pelo recurso às energias fósseis - torna as condições meteorológicas mais extremas. Vários países da Ásia conheceram vagas de calor mortais e temperaturas recorde nas últimas semanas.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

O presidente do Marítimo tem condições para continuar no cargo após agredir um adepto?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas