MADEIRA Meteorologia

Mundo aumenta energia limpa e 2023 foi ano recorde para instalações eólicas

Data de publicação
17 Abril 2024
8:31

Os países do mundo em conjunto instalaram 117 gigawatts de nova capacidade de energia eólica em 2023, um aumento de 50% em relação ao ano anterior, sendo o melhor ano já registado para novos projetos eólicos.

O mais recente Relatório Global sobre o Vento, publicado esta terça-feira pelo Conselho Global de Energia Eólica, associação comercial do setor, explora o estado da indústria eólica global e os desafios que enfrenta na sua expansão.

O aumento das instalações eólicas “mostra que o mundo está a avançar na direção certa no combate às alterações climáticas”, pode ler-se no relatório.

Mas os autores alertaram que a indústria eólica deve aumentar o seu crescimento anual para pelo menos 320 gigawatts até 2030, para cumprir o compromisso da COP28 de triplicar a capacidade mundial instalada de geração de energia renovável até 2030, bem como para cumprir a ambição do Acordo de Paris de limitar aquecimento global para 1,5 graus Celsius.

Com os impactos crescentes das alterações climáticas, a energia eólica e outras fontes de energia renováveis são vistas como fundamentais para reduzir a produção de eletricidade a partir de combustíveis fósseis e mitigar as alterações climáticas.

As energias renováveis são a forma mais barata de eletricidade em muitas partes do mundo e estão entre as mais baratas na maioria dos outros. A capacidade acumulada global de energia eólica totaliza agora 1.021 gigawatts.

Christian Andresen, gestor de investigação do SINTEF Energy Research, um instituto independente com sede na Noruega para investigação aplicada no setor da energia, realçou que o relatório mostra que a indústria eólica está a “acelerar o ritmo”, atraindo investimentos e ganhando maturidade, e isso pode levar a um efeito de bola de neve que conduz ao crescimento futuro.

Tal como aconteceu em 2022, a China liderou todos os outros países em novas instalações de energia eólica onshore e offshore em 2023. Tinha 65% das novas instalações e foi seguida pelos EUA, Brasil e Alemanha, respetivamente. Juntos, estes quatro países representaram 77% das novas instalações a nível mundial no ano passado.

O relatório observa que o crescimento das instalações de energia eólica está altamente concentrado em alguns grandes países e liga isso a estruturas de mercado fortes para dimensionar as instalações eólicas nesses países.

Os cinco principais mercados no final do ano passado permaneceram como China, EUA, Alemanha, Índia e Espanha.

Ainda assim, alguns outros países e regiões estão a subir, tendo testemunhado níveis recorde de crescimento em 2023. África e o Médio Oriente instalaram quase 1 gigawatt de capacidade de energia eólica em 2023, quase o triplo da capacidade do ano anterior.

Com os próximos projetos na África do Sul, Egito e Arábia Saudita, o relatório prevê que as novas adições de energia eólica onshore para África e Médio Oriente crescerão cinco vezes até 2028, em comparação com 2023.

Mas a construção de instalações de energia eólica é dispendiosa e implica elevados investimentos iniciais, e os países emergentes e em desenvolvimento enfrentam custos de capital mais elevados e pagam taxas de empréstimo mais elevadas para desenvolver a sua energia eólica.

A energia eólica também enfrenta desafios na cadeia de abastecimento e na rede, e a inovação no sistema elétrico é necessária para integrar a energia eólica intermitente na rede, mantendo ao mesmo tempo a fiabilidade, explicou Erin Baker, professora de engenharia industrial e investigação operacional na Universidade de Massachusetts.

Mas o crescimento acelerado da energia eólica, como mostra o relatório, significa que os países estão a desenvolver as cadeias de abastecimento necessárias para manter este crescimento, e levará “quase certamente” a reduções de custos e melhorias na tecnologia à medida que mais e mais é construído em todo o mundo, vincou.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem vai ganhar a Taça de Portugal?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas