MADEIRA Meteorologia

Negócio da venda direta com faturação de 195 ME em 2022 – IPVD

Data de publicação
05 Junho 2024
17:48

O negócio da venda direta em Portugal, que inclui a Tupperware, Avon e Bimby, totalizou uma faturação de 195 milhões de euros em 2022, segundo os últimos dados divulgados pelo Instituto Português de Venda Direta (IPVD).

“Durante o ano de 2022, a venda direta representou em Portugal um volume de negócios de 195 milhões de euros”, indicou, em comunicado.

O destaque vai para o segmento de produtos de bem-estar, com um peso de 54%.

No total, Portugal conta com mais de 240.000 agentes, sobretudo mulheres (71%) na faixa etária dos 35 aos 55 anos.

Os números de 2023 ainda não são conhecidos.

“O crescimento deste mercado assenta, por um lado, na oportunidade de criação de um negócio independente, com baixo risco e elevado suporte, algo procurado por um número crescente de portugueses que quer empreender. E, por outro lado, na satisfação da necessidade de personalização da experiência de compra dos consumidores sem perder a praticidade e rapidez da mesma”, afirmou, citada na mesma nota, a presidente do IPVD, Sandra Silva.

Portugal é o 14.º país com maior volume de negócios de venda direta na Europa, de acordo com o relatório de 2022 da World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA).

França e Itália surgem a liderar o pódio.

Em 2022, o negócio de venda direta na Europa atingiu 32.000 milhões de euros, envolvendo quase sete milhões de pessoas.

Neste período, a Europa representou 20% das vendas mundiais, sendo a região que mais cresceu.

Criado em 2001, o IPVD tem por objetivo a clarificação de compromissos comerciais entre os agentes de venda direta e os consumidores.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Há condições para o Orçamento da Região ser aprovado esta semana?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas