Henrique Araújo: “ainda estou no início e quero sempre mais”

Daniel Faria

O madeirense Henrique Araújo falou sobre o seu percurso no Benfica e na seleção de sub-21, em entrevista ao Canal 11.

Com um discurso ponderado, o avançado do Benfica deixou a ideia de que é preciso continuar a trabalhar para atingir os seus objetivos.

“Gosto de olhar para as coisas passo a passo, mas é claro que tenho objetivos na Seleção e no clube. Se continuar a trabalhar como tenho feito, estou certo que as coisas vão acontecer”, disse.

Apontado por muitos como o futuro ponta de lança da seleção nacional A, incluindo António Oliveira, ex-treinador do Benfica B, Henrique agradece a confiança, exibindo humildade.

“Fico satisfeito por saber que o mister António, com quem gostei muito de trabalhar, tem essa opinião e por ter-lhe passado uma boa imagem minha. Tento sempre mostrar que sou um bom profissional quando trabalho com alguém”, disse.

Sobre como conseguiu chegar ao ponto que já atingiu no seu percurso profissional, o encarnado explicou.

“Sempre olhei para o futebol como um objetivo. Sempre gostei de jogar e o meu objetivo era ser jogador profissional, aliado a algum medo de insucesso, porque nunca gostei de falhar, nem no futebol, nem na escola e isso ajudou-me a trabalhar sempre no limite, a querer sempre mais e a tentar evoluir dia após dia para me tornar num melhor jogador. Foi fundamental para chegar aqui, mas ainda estou no início e quero sempre mais”, declarou.

Desafiado a definir-se como jogador, Henrique Araújo enumerou: "O passe, a finalização e o estar no sítio certo para marcar golo, isso foi algo em que o meu jogo assentou em toda a minha carreira, mas também a inteligência, que acho ser algo fundamental cada vez mais num jogador".