Pancadaria em bomba de gasolina de Santo António manda três para o hospital

Agressão na Repsol originou forte aparato.

Dois homens e uma mulher foram ontem à noite encaminhados para o Hospital Dr. Nélio Mendonça com vários ferimentos na face e no corpo.

Segundo soube o JM, os desacatos começaram de forma inesperada. Um homem já conhecido na zona do posto de abastecimento da Repsol, na subida para a igreja de Santo António, no Funchal, entrou no estabelecimento e terá agredido uma funcionária. Rapidamente um segundo homem, com mais de 70 anos, que se encontrava no interior do estabelecimento, também terá sido agredido com violência.

No meio da pancadaria o alegado agressor terá sido igualmente atingido.

Durante os desacatos chegou ao local mais um casal que acabaria por também ser envolvido.O caso gerou algum aparato na zona, que aumentou ainda mais com a chegada de duas ambulâncias e várias viaturas policiais.

Apesar do aparato, no fecho do posto de serviço não havia indícios de desacatos, pelo menos no exterior. De acordo com informação que se ouvia pouco depois no local, mas ainda não confirmada, os três feridos terão sido a funcionária, o idoso e o alegado agressor.

O JM procurará novas informações ao longo do dia.