ARAE e PSP realizaram operação de fiscalização nos bares e restaurantes do Caniço e Funchal

Paulo Graça

A Autoridade Regional das Atividades Económicas (ARAE) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) levaram a cabo várias ações de fiscalização nos concelhos de Santa Cruz e do Funchal. A Operação começou na sexta-feira e só finalizou na noite de ontem.

Ao JM, Luís Miguel Rosa, Inspetor regional da ARAE, revelou que “foi feita uma operação conjunta com a PSP para o controlo do cumprimento" do novo horário de funcionamento dos bares e restaurantes", numa fiscalização mais apertada realizada nos concelhos de Santa Cruz e do Funchal. Luís Miguel Rosa revelou que "era expetável" mais clientes nos bares e restaurantes, mas a falta de "confiança" e as restrições provocadas pela pandemia acabou por diminuir a afluência nos locais sinalizados como mais problemáticos. Mesmo assim, acrescenta, "existiu uma grande procura pelos resutaurantes". Ao nível da operacionalidade e dos incumprimentos, o responsável pela autoridade acrescentou que “foram duas noites relativamente calmas". Reconhece que para “aquilo que era expetável" foi muito menos gente para os bares e na sua maioria estavam a cumprir com as recomendações das autoridades de saúde.

O expediente só será realizado esta segunda-feira, mas tudo aponta para que não existam muitas contraordenações e autos a serem levantados. Neste momento, revelou, os "comerciantes estão a cumprir na íntegra" com as recomendações das autoridades de saúde, bem como com a sensibilização e dúvidas esclarecidas pela autoridade económica. "O maior problema está nos clientes, que muitas vezes não compreendem e não cumprem com o que está estipulado", disse.

A operação da ARAE foi efetivada no sentido de verificação do cumprimento de todos os estabelecimentos comercias, principalmente os bares, e restauração, da obrigação da limitação da lotação dos espaços a metade, uso da máscara e também para a venda e consumo de bebidas nas esplanadas e na via pública.